Ginásios e outdoor

Antidepressivo à venda em Portugal pode ajudar a proteger contra a Covid-19

Os testes clínicos à fluvoxamina vão ser feitos em breve a uma amostra de 152 pacientes nos Estados Unidos.
Poderá ajudar no tratamento dos doentes.

Uma equipa de investigadores na Universidade de Medicina de Washington, nos Estados Unidos, vai começar a conduzir um teste clínico para avaliar um antidepressivo que pode potencialmente ajudar a tratar os pacientes com Covid-19.

Na origem do teste está uma descoberta feita por uma outra equipa de investigadores, da Universidade de Medicina da Virginia, nos Estados Unidos, que indicou que a fluvoxamina — que também está à venda em Portugal — pode prevenir os sintomas mais graves da doença no sistema imunitário, os quais podem resultar numa falha dos orgãos vitais.

A notícia foi divulgada em vários orgãos de comunicação internacionais esta quarta-feira, 13 de maio, entre eles o jornal “The Sun“. Sobre o estudo, Alban Gaultier, um investigador no departamento de neurocirurgia da Universidade da Virginia, disse à imprensa que “se for provada a eficácia na redução dos sintomas da Covid-19, este tratamento pode ser uma opção segura e acessível no combate à pandemia”.

“Além disso, esta abordagem pode ser aplicada a outras condições inflamatórias provocadas pela produção excessiva de citocinas, como a sépsis”, acrescentou.

A equipa de investigadores da Universidade de Washington será liderada pelo professor Eric J. Lenze e vai testar em breve a fluvoxamina em 152 pacientes com a Covid-19 nos Estados Unidos. Os voluntários vão receber o medicamento ou um placebo enquanto recuperam da doença em casa, de quarentena.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT