Saúde

Cosméticos usados por grávidas aumentam o risco de obesidade infantil

Segundo um novo estudo, a culpa é dos parabenos e outros químicos presentes em vários produtos.
Os químicos são absorvidos pela pele

Se está grávida e usa produtos de beleza diariamente, é melhor olhar bem para os rótulos antes de aplicar qualquer um. É que os parabenos e outros químicos presentes em produtos cosméticos são prejudiciais à saúde e há vários relatórios a sublinhar esta teoria. Um estudo divulgado a 10 de fevereiro aponta para os grandes perigos que as futuras mães estão a correr.

A investigação, que está disponível na revista “Nature”, diz que a elevada quantidade de parabenos encontrada na urina de grávidas durante a gestação está intimamente ligada a um maior risco de peso excessivo em crianças em idades mais baixas e médias. Neste grupo, as raparigas têm uma maior predisposição para esse aumento de peso, especialmente até aos oito anos.

Os parabenos, que são usados como conservantes, estão presentes em grande parte de cosméticos, desde maquilhagem e loções de banho a hidratantes. No corpo, os produtos são absorvidos pela pele e o organismo assume que estes químicos são estrogénio, o que pode levar a uma desregulação hormonal.

Apesar de os investigadores assumirem que as causas deste excesso de peso não podem ser atribuídas em exclusivo aos parabenos — fatores como a alimentação ou o exercício físico também influenciam —, a verdade é que o uso destes químicos aumenta o risco de isto acontecer. Foram recolhidas e analisadas amostras de urina de 613 grávidas durante o primeiro, o segundo e o terceiro trimestres de gravidez, entre 2014 e 2015.

Os especialistas salvaguardam que é necessário estudar populações que estejam expostas a níveis maiores de parabenos para obter conclusões mais precisas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT