Alimentação Saudável

Vai ficar espantado quando souber quantas calorias tem uma só amêndoa

Este fruto seco, que também é produzido em Portugal, pode ser um verdadeiro aliado de quem quer emagrecer.
São uma bela ajuda, desde que haja moderação no seu consumo.

Estão em casa, na gaveta da secretária no trabalho e, muitas vezes, até damos com alguns exemplares perdidos no porta-luvas do carro. Já para não falar de quando andam à solta na carteira ou nos bolsos do casaco. Este é, também, um daqueles casos que divide as pessoas: há quem ache que são verdadeiras destruidoras de dietas, mas também existe um grupo que as vê como aliadas no processo de emagrecimento e num estilo de vida saudável. Diga olá às amêndoas.

Este fruto seco, que está entre os mais consumidos diariamente no nosso País, é originário do médio oriente. Em Portugal, é produzido, principalmente, nas regiões do Douro, Alentejo e Algarve. Por serem ricas em calorias, normalmente, assumimos que não podemos incluir as amêndoas numa dieta de emagrecimento. Contudo, na realidade, e dando resposta à grande dúvida, os frutos secos, e mais especificamente as amêndoas, podem e devem ser inseridos numa dieta de emagrecimento.

Para ter noção, 100 gramas de amêndoas representam 643 calorias — mais do que o valor recomendado (600) para um almoço num adulto saudável. Porém, o limite diário para tirar benefício deste alimento são 30 gramas. Aliás, 30 gramas de frutos secos, que podem ser apenas amêndoas ou não.

Deve estar a perguntar-se quantas calorias tem apenas uma amêndoa, certo? Não se assuste, contam-se pelos dedos. Em média, uma unidade contém cerca de sete calorias.

Portanto, tendo em conta o limite diário, segundo a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, estará a consumir uma ótima fonte de gorduras insaturadas, vitaminas do complexo B, vitamina E, potássio, magnésio, zinco e fósforo.

São uma ótima fonte de fibra.

Sabia que as amêndoas têm 264 miligramas de cálcio por cada 100 gramas? Além disso, contêm 14 por cento das necessidades diárias de fibra alimentar, que é uma substância essencial ao bom funcionamento dos intestinos, à prevenção de determinados tipos de cancro e à regulação do colesterol. A fibra também ajuda a afastar a fome durante mais tempo, o que é mais um trunfo para quem pretende perder ou manter o peso.

Aliás, um estudo publicado na revista científica “National Institutes of Health”, em 2007, revelou que pessoas que comiam duas ou mais porções de amêndoas por semana tinham menos 31 por cento de risco de aumentar de peso, comparativamente com as pessoas que nunca comiam este fruto. A razão é simples: as amêndoas promovem a saciedade devido ao teor de fibra, proteína e gordura insaturada.

O que também vai gostar de saber é que este é um dos alimentos mais apontados quando o objetivo é ter uma barriga lisa.

“Alguns alimentos podem ajudar a ter uma barriga mais lisa e seca, reduzindo o inchaço abdominal e combatendo a acumulação de gorduras indesejadas”, diz à NiT a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista”.

Também há evidência científica em relação a esta vantagem. Por exemplo, uma investigação divulgada no “Journal of The American Heart Association”, em 2015, entre muitos benefícios, destacou também que as amêndoas podem ajudar a reduzir a gordura abdominal. Verificou-se que o grupo de pessoas comeram este alimento perderam mais de um por cento de gordura nesta zona do corpo face às restantes que não fizeram.

Mas, não se esqueça: para tirar proveito deste fruto seco tem de consumi-lo com moderação. 

Carregue na galeria para descobrir as calorias e gordura de cada tipo de fruto seco, por cada 100 gramas, por ordem crescente.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT