Alimentação Saudável

Sumo de tomate é o novo método para perder gordura (e ter o corpo de verão)

Pelos vistos, este fruto tem muitos mais benefícios do que aqueles que se pensava. Mas será mesmo assim?

Barriga lisa? Sim, esta bebida deverá ajudar.

Durante o inverno, o Golden Milk (também conhecido como leite dourado) foi a grande bebida da moda do mundo saudável. Uns meses depois, foi o sumo de chia que deu que falar. Eles têm uma coisa em comum: são vistos como métodos eficazes para emagrecer. Agora, com o verão quase chegar, há outro sumo que parece estar a ganhar esse título.

Estamos a falar de uma bebida que tem como base o tomate. Lembre-se de que este fruto tem diversos benefícios para a saúde. Ele é rico em licopeno — um antioxidante que nos protege dos radicais livres presentes nas células —, em vitamina C, potássio, fibra e folato.

“O seu consumo está associado a uma redução do risco de desenvolver cancro, nomeadamente da próstata, e doenças cardíacas. Combate o envelhecimento muscular e ajuda a manter a saúde da pele, cabelo e ossos”, diz à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Sabia que 100 gramas de tomate significam cerca de 23 calorias? Sim, leu bem: 23. É por isto que o tomate é visto como um alimento com calorias negativas. O que é isto? Então, cada alimento tem uma quantidade de calorias diferente e essa energia é usada pelo nosso organismo para diversas funções, entre a digestão e a respiração, ao batimento cardíaco e até à nossa atividade física diária. A NiT explica-lhe melhor.

A teoria das calorias negativas diz, no fundo, que existem alimentos com tão poucas calorias que, durante o processo de metabolização, o nosso organismo gasta mais energia a digeri-los do que aquele que eles realmente fornecem. Ou seja, estes alimentos acabam por aumentar a saciedade e preencher mais espaço no estômago sem comermos grandes quantidades. Desta forma, há um défice de calorias que pode ajudar na perda de peso.

Mas atenção: não há evidências científicas que comprovem a existência destes alimentos, mas há algumas frutas e vegetais pouco calóricos, com níveis elevados de água e com grandes quantidade de fibra que acabam por assumir algumas das características dos supostos alimentos com calorias negativas. Os morangos, a melancia, o pepino, os brócolos e, lá está, o tomate são alguns deles.

A forma como se consome o tomate não é importante neste caso. Porém, recentemente, o sumo tem sido indicado como a melhor maneira de emagrecer.

Deve fazer a sua versão em casa.

O sumo de tomate ajuda mesmo a perder peso?

“Dois estudos revelam que a ingestão de tomate, sob a forma de sumo, pode ainda ajudar na perda de peso e redução de medidas. E porquê sob a forma de sumo? Porque a concentração de licopeno é mais elevada”, revela à NiT a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista” e do livro “Receitas Saudáveis para Famílias Atarefadas“.

Num dos estudos, mulheres que ingeriram diariamente, durante oito semanas, 280 mililitros de sumo de tomate, que contém 32,5 miligramas de licopeno, tiveram uma redução maior da circunferência da cintura. O colesterol sérico e os níveis de adipocinas inflamatórias (relacionadas com a gordura) também baixou. Naquele período, os participantes mantiveram a sua rotina alimentar e de treino.

Há, ainda, um outro estudo que refere que o sumo de tomate pode, efetivamente, ativar o ADN a queimar mais gordura. E mais: a ajudar a prevenir a síndrome metabólica (conjunto de fatores de risco).

No fundo, o sumo de tomate tornou-se famoso após estas investigações. Segundo a especialista, apesar da evidência científica ainda não ser extensa no que diz respeito ao consumo de tomate para a perda de peso, uma coisa é certa: o tomate é um alimento saudável com diversos benefícios para a nossa saúde.

É por isto que, para Bárbara de Almeida Araújo, ele deve fazer parte da nossa alimentação. “Se quiser experimentar beber sumo de tomate, evite os que estão à venda nos supermercados e opte por fazer em casa. Se puder, utilize tomates biológicos”, acrescenta.