Alimentação Saudável

Saiba quando é que deve começar um plano detox

Limpa o organismo, dá-nos mais energia e ajuda a reduzir o apetite por alimentos menos saudáveis. A NiT conversou com a health coach Teresa Barata, autora do livro “Em Estado Puro”, para saber mais sobre esta dieta.

Ter saúde, energia e equilíbrio são três aspetos fundamentais na vida de qualquer pessoa. E para alcançar tudo isso é necessário ter uma boa alimentação, viver sem stress e praticar exercício físico. No entanto, consumimos alimentos processados frequentemente, o trabalho deixa-nos completamente loucos e quando chegamos a casa a vontade de ir para o sofá é maior do que a de calçar os ténis. 

“O detox é um reset ao organismo”, explica à NiT a health coach Teresa Barata. Isto quer dizer, dar descanso ao corpo e a oportunidade de ele próprio fazer uma desintoxicação, visto que todos os dias é sobrecarregado com toxinas vindas dos alimentos e até mesmo dos cremes, por exemplo.

Embora o corpo esteja naturalmente preparado para fazer essa limpeza, sendo que os rins, o fígado, os intestinos,os pulmões e a pele são os principais responsáveis, este não está preparado para este nível de toxinas diário.

Teresa Barata, 52 anos, foi a primeira health coach portuguesa certificada pelo Institute for Integrative Nutrition de Nova Iorque. A health coach, em 2009, deixou a multinacional ligada à saúde onde trabalhava e dedicou-se a 100 por cento ao detox. E, em 2011, criou a Liquid, uma marca pioneira de sumos e smoothies de vegetais e frutas, ou seja, dos programas detox.

“Eu era aquela pessoa do grupo de amigos que dava sempre conselhos sobre alimentação saudável, mesmo antes de seguir esta área, e percebi que queria fazer a diferença na vida das pessoas”, conta.

O percurso de Teresa Barata levou à criação do livro “Em Estado Puro” da editora Arena, que custa 13,40€ e chegou às livrarias a 15 de fevereiro.

No fundo, o detox é esse estado puro, isto é, “é uma espécie de jejum em que se bebe sumos de legumes e vegetais durante três ou quatro dias e em que o corpo quase não necessita de fazer a digestão”. Ou seja, o corpo descansa totalmente. No entanto, o processo de desintoxicação pode provocar dores de cabeça, enjoos e algum cansaço.

Agora, a parte positiva: ao terceiro dia vai sentir-se com mais energia do que nunca, com uma pele brilhante e com um nível de bem-estar completamente diferente. Mas para conseguir este “upgrade”, como Teresa Barata chama, é importante seguir hábitos saudáveis.

Mas quando é que se deve começar um plano detox?

“Pode fazê-lo por todas as razões ou simplesmente porque sente necessidade de mudar e ver como se sente”, diz Teresa Barata.

Desintoxicar o organismo de alimentos tóxicos e aos quais tem alergias pode ser um dos motivos, também como acabar com intolerâncias alimentares, preparar o corpo para a mudança de estações ou apenas para abrandar e recomeçar uma nova fase.

Além disso, os planos detox também são ótimos “para equilibrar os níveis de açúcar no sangue, para fortalecer o sistema imunitário e para dar apoio às funções hepáticas”.

Que plano se deve escolher e como é que se prepara?

Primeiro, tem de ser feita uma seleção dos alimentos a retirar do plano diário, seja um detox mais simples ou eficaz. “Por exemplo, se for uma pessoa viciada em doces, o ato de excluí-los da alimentação já é por si um detox”. E isto aplica-se ao álcool e até aos laticínios.

Depois, é importante planear os dias em que vai colocar em prática o plano e criar momentos de relaxamento. Fazer uma lista de compras antecipada para essa semana e escolher as receitas também facilita o processo.

A organização e a motivação são dois fatores essenciais para o sucesso do plano detox. E o livro “Em Estado Puro” descreve todas essas fases, tem algumas receitas, como o smoothie de gengibre e menta ou o caldo de legumes, e ainda conta com vários testemunhos.

outros artigos de alimentação saudável