NiTfm live

Alimentação Saudável

O ingrediente que se está a acrescentar à salada para conseguir emagrecer

Como tem um efeito termogénico, permite acelerar o metabolismo e queimar mais calorias.
Faça o teste e veja se é útil na sua alimentação.

Há uns meses, o mundo fit iniciou uma nova moda: adicionar aos ovos mexidos que se comem ao pequeno-almoço um ingrediente mágico que ajuda no processo de emagrecimento. Agora existe outro que está a ser acrescentado à salada para o mesmo objetivo.

Sim, estamos mesmo a falar daquela salada que faz todos os dias para acompanhar as refeições principais. Há quem opte apenas por alface e tomate, mas também quem junte pepino, agrião, rúcula e cenoura ralada. Azeite e vinagre costumam ser as escolhas para temperar. Mas nenhum destes ingredientes é aquele que estamos prestes a revelar.

Então, aqui vai: a nova tendência é adicionar pimenta rosa (também conhecida como aroeira-vermelha). Este tipo de pimenta, originária de uma árvore chamada aroeira, plantada sobretudo na América do Sul, funciona como um termogénico natural no organismo.

“Os alimentos com esta característica fazem com que a temperatura corporal aumente e o metabolismo acelere, permitindo queimar gordura e calorias mais rapidamente”, explica à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Há mais uma razão para a presença deste ingrediente: é rico em fibra, o que significa que promove a sensação de estômago cheio. Por outras palavras, permite controlar melhor o apetite, impedindo a ingestão exagerada de calorias ao longo do dia.

Além de ajudar no processo de perda de peso, o consumo de pimenta rosa traz outras vantagens. De acordo com a autora do blogue “Manias de Uma Dietista”, estamos perante um alimento com alto teor de ferro, cálcio e nas vitaminas A, B1, B2 e E — nutrientes importantes para o organismo. Aliás, este alimento tem seis vezes mais vitamina C do que a laranja.

O alimento mais falado do momento.

“Tem também uma ação antioxidante, ajudando no combate aos radicais livres, responsáveis pelas doenças mais comuns. Acredita-se também que este alimento pode melhorar a circulação sanguínea”, diz à NiT a especialista.

Porém, é importante ter noção de que a pimenta rosa não é o milagre que vai fazer com que perca o excesso de peso. É necessário haver esforço. Deve vê-la apenas como uma aliada que pode fazer parte de um estilo de vida com alimentação equilibrada e prática de exercício físico. Ou seja, incluí-la na salada é apenas uma tendência que, mesmo que funcione, é apenas um extra — não invalida o resto. Não se esqueça disso.

Se vai colocar em prática este truque, deve saber que este alimento tem um sabor suave. Nas lojas Celeiro, há uma versão biológica em grão da SonnentoR à venda por 2,99€ (20 gramas). A Margão tem uma opção, também em grão, pelo mesmo preço (25 gramas).

No entanto, o consumo de pimenta rosa não é aconselhável para quem sofre de hipertensão ou problemas gastrointestinais. Independentemente da sua saúde, esta especiaria não deve ser ingerida em excesso, devido à sua toxicidade. Há uma recomendação geral de não ultrapassar os três gramas diárias, mas deve confirmar com o seu médico e/ou nutricionista.

Além da salada mais comum, é possível adicionar este tipo de pimenta às receitas mais elaboradas e que servem de refeição principal. Embora não conste na lista de ingredientes, a NiT dá-lhe dez receitas onde pode acrescentá-la. Carregue na galeria para tomar nota.