NiTfm live

Alimentação Saudável

O improvável fruto seco que se está a comer para recuperar depois do treino

É um alimento rico em potássio, um dos minerais que mais perdemos durante a prática de exercício.
Está escondido nesta taça.

Os frutos secos estão espalhados no porta-luvas do carro, na carteira e até na gaveta da secretária do trabalho. Além disso, estão no top três de snacks favoritos de quem quer emagrecer. Tudo isto tem uma razão simples: são ricos em fibra e, por isso, ajudam a controlar mais a fome. Contudo, há um tipo específico que também pode ser o melhor amigo de quem treina.

Se lhe pedíssemos um palpite, muito provavelmente, ele seria a sua última opção: o pistáchio. O motivo para este fruto seco ser cada vez mais popular no pós-treino está relacionado com a quantidade de potássio que tem na sua composição (1025 miligramas por cada 100 gramas).

É que este é um dos minerais que mais se perde durante os treinos. O pior é que a falta dele pode levar ao enfraquecimento dos músculos, daí ser tão importante no processo de recuperação.

“Durante um dia de exercício intenso, o corpo perde potássio com o suor, e ele tem um papel importante na função nervosa e no controlo muscular do corpo”, disse recentemente à revista espanhola “Glamour” a médica Nieves Palacios, chefe do Centro de Medicina Desportiva do Conselho Sports Superior (CSD), em Espanha.

Porém, os especialistas ressalvam que é essencial manter uma dieta equilibrada e garantir ingestão de água antes, durante e depois do treino. Após a prática de exercício, revelam que deve privilegiar-se, então, o consumo de proteína e comer exatamente 49 pistáchios — sem sal, claro. Porém, este número deve ser revisto com o seu nutricionista.

“O perfil nutricional saudável deste fruto seco torna-o o alimento ideal para atletas. Além disso, é uma fonte natural de antioxidantes e contém seis gramas de proteína por porção; e nutrientes que podem ser mais complicados de obter, como magnésio e vitamina A “, pode ler-se no site da associação americana Pistachio Growers.

Mas a lista dos seus benefícios continua. A nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida, autora do blogue NiT “Loveat”, já tinha revelado à NiT que se trata, ainda, de um dos melhores frutos secos para quem quer perder peso — o que também é um objetivo para muita gente que anda no ginásio.

“Este fruto seco pode ajudar a reduzir o aumento de açúcar no sangue após uma refeição. Além disso, é uma boa ajuda para melhorar outros fatores de risco de doenças cardiovasculares, incluindo pressão arterial e peso corporal”, disse.

Ainda no que diz respeito ao processo de emagrecimento, são várias as investigações que revelam que, quando consumidos com moderação, os pistáchios contribuem para o controlo do peso graças ao seu efeito saciante. 

Saiba que 30 gramas deste fruto seco contêm 156 calorias, 12,5 gramas de gordura, seis de proteína e três gramas de fibra.

Além disso, várias investigações indicaram este alimento como um aliado do colesterol. Destaca-se um estudo publicado em 2010 na revista “Archives of Internal Medicine”, e realizado na Universidade Loma Linda, nos Estados Unidos, que confirmou que a ingestão de frutos secos, como pistáchios, tem por consequência a diminuição dos níveis de LDL (colesterol mau) em cerca de nove por cento, suportando ainda a hipótese do consumo regular deste tipo de alimento diminuir o risco de desenvolvimento de doença cardiovascular em cerca de dez a 12 por cento.

Os investigadores concluíram que “a redução dos níveis de colesterol LDL observada foi cerca de sete vezes superior à esperada de acordo com a observação do perfil lipídico dos pistáchios, sugerindo assim que a redução observada seja resultado não só do conteúdo em ácidos gordos essenciais, mas também da presença de outros compostos bioactivos como fitosteróis e fibra”.

Se precisa de mais sugestões para comer depois do treino, saiba que há várias frutas que podem ser ótimas alternativas — são fonte de antioxidantes, vitaminas e minerais. Carregue na galeria para descobrir oito delas.