NiTfm live

Alimentação Saudável

O café a meio do dia está a ser trocado por uma bebida básica para emagrecer

Uma das vantagens em destaque é o facto de acelerar o metabolismo, ajudando a acabar com o excesso de peso.
Será mesmo benéfico?

Melhora o estado de alerta, a memória e facilita a digestão. Estes são apenas alguns dos benefícios do café, uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo. Ele também pode ser um aliado para quem quer emagrecer, já que reduz ligeiramente o apetite — mas não é o único. A nova tendência é trocar o café a meio do dia por uma bebida fria básica: o chá.

“As calorias obtidas dos alimentos que se consome e das bebidas que se bebem contribuem para o ganho de peso, se consumir mais do que aquelas que precisa. Mas tenha em atenção que nem o chá nem o café irão derreter milagrosamente a gordura da barriga”, começa por dizer à NiT a nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida, autora do blogue NiT “Loveat”.

No entanto, estas duas bebidas, inseridas numa alimentação e estilo de vida equilibrados, podem ser inseridas num plano de emagrecimento, contribuindo para uma dieta baixa em calorias. É assim que podem facilitar a perda de peso e gordura.

“Deve-se também ter em atenção a quantidade de açúcar que se coloca na chávena. O ideal seria consumir qualquer uma sem açúcar não só pela sua saúde, mas também para poder apreciar o verdadeiro sabor destas duas bebidas”, acrescenta a especialista.

A recente troca do café por chá, especialmente popular em Espanha, destaca-se por uma primeira vantagem: o chá, apesar de ter cafeína na sua composição, não atinge os níveis do café. Ou seja, não cria a ansiedade nem os problemas de sono normalmente associados àquela bebida. Mas será que uma terá mais efeito no processo de emagrecimento do que a outra?

No que diz respeito aos chás, tudo irá depender daquele que escolhe. Cada um tem diferentes propriedades sendo que, neste caso, a especialista evidencia o chá verde e o chá preto, uma vez “que são aqueles que se aproximam mais do café nutricionalmente”.

Vamos por partes. O café pode ser consumido ao longo do dia, mas o seu consumo deve ser limitado a duas a três chávenas por dia, em adultos saudáveis. Mas, atenção, deve ser sempre respeitada a suscetibilidade individual à cafeína. Os momentos mais adequados para beber café são entre as 9h30 e as 11h30 e as 13h30 e as 17 horas. Ou seja, após os picos de produção de cortisol — a chamada hormona do stress, que está relacionada com a regulação do ciclo circadiano e com a manutenção do estado de alerta —, de forma a evitar a tolerância à cafeína.

De acordo com a nutricionista, o ideal é beber três a cinco copos de chá por dia — valores que variam de pessoa para pessoa.

“Tanto o chá como o café contêm cafeína, uma substância que atua como um termogénico no organismo e o ajuda a ‘acordar’. A ação termogénica da cafeína presente nessas bebidas faz com que o metabolismo do corpo fique mais acelerado e, dessa forma, há uma maior queima de gordura”, esclarece Mafalda Rodrigues de Almeida.

Por outro lado, há um benefício que se destaca mais no chá: a presença de antioxidantes. É que os polifenóis, como EGGG, têm um papel essencial. A presença destas substâncias, combinadas com a cafeína, aumentam o seu efeito termogénico, comparativamente com o café — que possui apenas cafeína.

“Além de acelerar o metabolismo e contribuir para o emagrecimento, a presença de EGCG previne o aparecimento de certos cancros e reforça o sistema imunitário.”

A nutricionista destaca também uma vantagem única no café: são vários os estudos que mostram que ele tem a capacidade de induzir a sensação de saciedade, reduzindo o apetite.

Mas tanto o chá como o café diminuem a perceção de esforço ao praticar exercício físico. Isto quer dizer que fazem com que a atividade pareça mais fácil do que realmente é, melhorando o desempenho físico.

“Pode concluir-se que ambas as bebidas contribuir para uma perda de peso, mas o chá verde poderá contribuir significativamente mais do que o café devido à presença de antioxidantes que têm um papel fundamental não só a nível da perda de peso como também para a saúde”.

Segundo a especialista, quanto ao facto de trocar o café pelo chá a meio da tarde, este é mesmo o melhor horário para fazê-lo. Contudo, ambos devem ser consumidos com moderação e alternadamente, para que continue a manter uma alimentação variada.

Se não gosta de chá verde nem preto, há outras versões que pode incluir na dieta. Carregue na galeria e conheça sete chás bastante conhecidos por ajudarem a perder peso.