Alimentação Saudável

Este alimento acaba com o inchaço nos dias em que come demais

Pode encontrá-lo em qualquer supermercado. Bónus: é super fácil de incluir no dia a dia.
Pode ser uma ótima ajuda.

Se segue uma alimentação equilibrada, mas costuma ficar inchado e não consegue perceber a razão, há três hipóteses: o seu corpo está a lutar contra todas as tentativas de perder peso, está a ingerir alimentos que não lhe fazem bem ou a comer em excesso. Não queremos ser chatos, mas é capaz de ser uma das duas últimas (ou ambas).

Independentemente do motivo, a verdade é que a sensação de barriga inchada não só causa desconforto como atinge a autoestima de muita gente. Afinal, ninguém gosta de sair de casa com os botões das calças todos apertados e ter de soltar um a um ao longo dia.

O excesso de peso, a acumulação de gases, a obstipação, as alterações hormonais, o sedentarismo, as intolerâncias alimentares e até os problemas digestivos podem ser um dos motivos para termos a barriga inchada quase sempre. Porém, há métodos naturais para resolver o problema.

Estamos a falar de alimentos anti-inflamatórios. No blogue NiT “Santa Melancia”, da nutricionista Lillian Barros, é possível encontrar uma lista com alguns exemplos: curcuma, vegetais verdes escuros, alho, cebola, gengibre, quinoa, frutos secos, óleo de coco, salmão, tomate, beterraba, ervas aromáticas frescas, entre outros.

No entanto, há um deles que tem vindo a surgir cada vez mais nas publicações internacionais quando o objetivo é diminuir as consequências de comer em excesso, ou seja, o inchaço.

Referimo-nos ao gengibre, conhecido pelo seu sabor fresco, picante e, sobretudo, pelo seu efeito termogénico — acelera o metabolismo e, consequentemente, queima mais gordura. O que muita gente não sabe é que ele anti-inflamatório e pode ajudar no processo de digestão.

Aqui está ele.

“Este ingrediente que dá um sabor peculiar a sopas, infusões, sucos e até ensopados, além de anti-inflamatório, é analgésico natural e calmante de algumas doenças do sistema digestivo”, pode ler-se numa publicação de outubro da revista espanhola “Glamour”.

O popular site “Medical News Today” também relembrou no mesmo mês as vantagens desta especiaria. “O sistema digestivo divide os alimentos em nutrientes e energia que o corpo pode usar. Alguns tipos de alimentos, incluindo vegetais e iogurte, podem ajudar nesse processo de digestão.”

Este alimento é, também, fonte de vitamina C, potássio, manganês, cobre, magnésio e vitamina B6.

A forma mais popular de usar gengibre

“O gengibre em pó seco é um excelente tempero para dar sabor às refeições”, sugere a mesma publicação.

No entanto, o método mais famoso passa por acrescentar este alimento numa bebida. O método é muito simples: começa por ferver a água (quatro chávenas) e adicionar uma colher e meia de gengibre ralado. Deixa repousar durante dez minutos e depois coar. Pode beber frio ou quente. Há quem adicione ainda mel e limão.

Mas, atenção aos efeitos secundários: quando consumido em excesso, o gengibre pode causar refluxo, dores de estômago e diarreia. Desta forma, recomenda-se não ingerir mais três a quatro gramas de extrato de gengibre por dia.

Além disso, mulheres grávidas não devem ingerir mais do que um grama dia, sendo que devem consultar o seu método. A recomendação é que este alimento não seja consumido por crianças com menos de dois anos.

Aproveite e carregue na galeria para descobrir sete alimentos culpados por ter a barriga inchada.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT