NiTfm live

Alimentação Saudável

Fábrica portuguesa vai produzir para todo o mundo os snacks biológicos da Nestlé

A multinacional vai apostar 11 milhões de euros na fábrica portuguesa, que atualmente já produz cereais como Nestum, Cerelac e Estrelitas.
A produção foca-se em snacks de bebé.

Esta segunda-feira, 9 de dezembro, a Nestlé avançou com um investimento de 11 milhões de euros na fábrica de Avanca, em Estarreja, para estabelecer um hub global de produção de snacks biológicos para bebés. Esta unidade vai fornecer mais de 30 países, incluindo o mercado português.

A nova linha de produção vai criar 80 latas por minuto e 130 quilos de produto por hora, o que chegará para cumprir as necessidades da marca em todo o mundo nos próximos 15 a 20 anos. Este investimento levou ainda à contratação de 14 novos colaboradores e foi introduzido na fábrica de Avanca por esta ter o know-how necessário, uma vez que é lá que já se produzem marcas como Cerelac, Nestum ou Estrelitas.

“O segmento de Baby Food biológico tem uma grande expressão em países como os EUA, onde chega aos 40 por cento”, explica Ludovic Aujogue, diretor da Nutrição Infantil, acrecentando que este segmento é ainda muito pequeno em Portugal, “com uma quota de até três por cento na comida para bebé, mas da qual a Nestlé tem uma fatia de 40 por cento, por isso sentimos que temos também a responsabilidade de fazê-lo crescer”.