Alimentação Saudável

Sabia que por lei tem direito às refeições vegetarianas nas cantinas públicas?

Para que todos conheçam este direito, a Associação Vegetariana Portuguesa acaba de lançar uma campanha.

Tome nota disto.

Da próxima vez que almoçar numa cantinha pública, perguntar pela opção vegetariana e lhe for dito que não têm essa opção, saiba que tem o direito de pedir esse prato. Desde junho do ano passado que isso já é possível, devido à lei número 11/2017. O problema é que nem todas as pessoas o sabem, o que faz com que continue tudo na mesma.

Para alertar para este direito, a Associação Vegetariana Portuguesa (AVP) acaba de lançar uma campanha online.

“A campanha da AVP surgiu na sequência de inúmeros apelos feitos, maioritariamente, por encarregados de educação que, no início deste novo ano letivo, se depararam com a dificuldade no acesso à opção vegetariana”, explicam.

Segundo a lei, está previsto o direito à opção vegetariana nas cantinas públicas, como em escolas básicas e secundárias, universidades, unidades integradas nos serviço nacional de saúde, lares, estabelecimentos prisionais e serviços sociais.

Portanto, isto significa que estas cantinas devem apresentar obrigatoriamente uma opção vegetariana (isenta de qualquer ingrediente de origem animal). A nova regra entrou em vigor em junho de 2017 e as cantinas tinham um período de adaptação máximo de seis meses, que terminou em dezembro.

Caso esse direito seja recusado, pode fazer a queixa à Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE). No site da AVP também há um formulário para preencher com o pedido de ajuda.