Alimentação Saudável

Esta é a melhor altura do dia para beber café — se quiser queimar mais calorias

Para conseguir o efeito, será necessário praticar exercício físico.
Leia isto com atenção.

Melhora o estado de alerta e a memória, facilita a digestão, reduz ligeiramente o apetite e ainda é uma ótima fonte de antioxidantes. Portanto, não há dúvida de que o consumo moderado de café traz benefícios para a saúde, sobretudo se for ingerido numa altura específica do dia. Mas já lá vamos.

Esta bebida também é conhecida por prevenir o aparecimento da doença de Alzheimer e demência, reduzir o risco de Parkinson, combater a depressão e diminuir o risco de alguns tipos de cancro.

Entre as supostas vantagens está ainda uma característica pela qual faz parte do mundo fit: ajudar a emagrecer. Aliás, ao longo dos anos, várias investigações indicaram que a cafeína pode aumentar o metabolismo entre três e 11 por cento e provocar maior queima de gordura.

Foi até por esse motivo que surgiu uma dieta à base desta bebida que, tal como a maioria dos métodos da moda, promete resultados rápidos em pouco tempo. Neste caso, estamos a falar de quatro quilos em sete dias. De uma forma simples, esta dieta aconselha que se tome sempre uma chávena de café sem açúcar antes das refeições. Porém, o seu efeito é pequeno e não é suficiente, por si só, para promover a perda de peso.

Um estudo publicado na revista científica “Nature Communications”, em 2017, revelou que há apenas um momento do dia em que podemos ter benefícios com o consumo de café nesse aspeto: meia hora antes de fazer exercício físico.

De acordo com aquela investigação, o consumo antes do treino permite aumentar os níveis de energia e, consequentemente, queimar até 200 calorias extra, embora este valor possa variar mais ou menos segundo o peso e altura de cada pessoa. Como é que isto é possível? O segredo para esta resposta está na cafeína.

“Trata-se de uma substância que é rapidamente absorvida, entrando na corrente sanguínea cerca de 15 minutos após a sua ingestão, e que pode melhorar a performance física e psíquica”, explica à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, autora do blogue “Manias de Uma Dietista“.

Não é por acaso que “a própria cafeína é um dos principais ingredientes das bebidas energéticas”, acrescenta o PT Tiago Silva.

Esta é a melhor altura do dia para beber café — se quiser queimar mais calorias

Além disso, a cafeína diminui os recetores de adenosina – um neurotransmissor que atua como calmante do sistema nervoso central – e estimula a libertação de dopamina – um neurotransmissor que estimula o sistema nervoso central e é responsável pela sensação de prazer. É importante relembrar que a dopamina é uma hormona libertada muitas vezes na prática do exercício físico, daí fazer também mais sentido tomar o café antes de treinar.

Quando combinado com exercício físico, o seu consumo traz outros benefícios, como a diminuição do cansaço muscular e uma maior facilidade no processo de queimar gordura corporal.

“A cafeína aumenta a libertação de ácidos gordos que vão ser usados como fonte energética pelos músculos. Por isso vai ter mais resistência e conseguir treinar com maior intensidade por períodos mais longos. Isto pode ter especial interesse em exercícios de resistência, como ciclismo ou natação”, revela a nutricionista.

Em relação aos benefícios depois do treino, refere a existência de estudos que “provam que nessa altura a cafeína ajuda a transportar glicose para os músculos que ajudam na recuperação”. Ainda assim, não deixa de destacar que “há mais benefícios em beber café antes do treino do que depois”.

Só não se esqueça de tomar o café 30 minutos antes de começar a fazer exercício. E, claro, nem pense em juntar-lhe açúcar.

Resumindo: não é a ação isolada do café que vai fazer com que consiga perder peso. É aliado a uma boa alimentação e ao desporto que pode ter algum efeito.

Os mitos sobre o café

Apesar das inúmeras investigações que são publicadas sobre esta bebida todos os anos, continuam a existir vários mitos sobre o café. A NiT vai acabar com os três mais comuns.

1. O café faz mal à saúde

Desde que moderado, não existe problema em consumi-lo. Combate a fadiga, aumenta os níveis de alerta e de atenção e pode também ter um efeito protetor contra diversas doenças, como o cancro do cólon, diabetes tipo II e doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, entre outras, além de poder aumentar o rendimento desportivo.

2. Provoca hipertensão

Apesar de causar um pequeno aumento da tensão arterial, ao contrário do que se possa pensar, o consumo moderado pode ter um efeito protetor do sistema cardiovascular. O consumo de café não está associado a um maior número de casos de hipertensão arterial ou arritmias. Portanto, pode beber sem medos desde que, claro, não ultrapasse a quantidade recomendada.

O consumo diário deve ser entre 200 a 400 miligramas, o que se traduz em dois a três expressos por dia. Acima destes valores não será interessante, uma vez que pode causar dificuldade em dormir.

3. As grávidas não devem beber café

Vamos resumir tudo numa frase: não dever beber café é diferente de reduzir o seu consumo. É aconselhado que as grávidas diminuam o seu consumo, para cerca de um café por dia, já que têm menos capacidade de o metabolizar. Mas atenção: não têm de deixar de beber.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT