NiTfm live

Alimentação saudável

Afinal, o frango usado pela Subway no Canadá não é apenas frango

A investigação percebeu que apenas 50% da carne usada por um dos restaurantes de fast food naquele país é mesmo frango — o restante é soja.

Se foi recentemente ao Canadá e comeu uma sanduiche de frango na Subway, pode não ter comido apenas o que pediu. Segundo o canal de televisão canadiano “CBS”, foi realizada uma análise de ADN do peito de frango grelhado encontrado em várias cadeias de fast food e um dos restaurantes apresentou dados preocupantes.

Em causa está a carne usada pela Subway, no Canadá, que apresentou apenas 50 por cento de ADN de galinha. No caso daquela cadeia, o frango assado no forno tinha 53,6% de ADN de frango e as tiras de frango apenas 42,8% de ADN de aves. Então e o ADN restante? Grande parte era soja.

Mas foram analisadas também sanduíches de frango de outras cadeias, como a Wendy — que continha 88,5% de frango — e o frango grelhado do McDonald’s, que tinha 84,9%. 

A Subway já se manifestou sobre o caso, referindo que não pode confirmar os resultados do teste e que o frango cozinhado é apenas carne de frango marinada, assada ou grelhada, contendo 1% (ou menos) de soja.