NiTfm live

Alimentação Saudável

Afinal, comer ovos ao pequeno-almoço ajuda ou não a emagrecer?

A nutricionista Bárbara de Almeida Araújo esclarece esta dúvida de uma vez por todas.
Está na hora de descobrir a verdade.

Durante muito tempo foi o vilão, por causa da sua influência no nível de colesterol. No entanto, ao longo do tempo, percebeu-se que o ovo é um alimento nutricionalmente rico e que traz vários benefícios para a saúde. Também tem a fama de ser um aliado no processo de emagrecimento, daí ser um alimento tão presente ao pequeno-almoço. Mas será mesmo assim?

“Dietas ricas em proteína resultam em perdas de peso maiores, ao mesmo tempo que promovem a redução de gordura corporal e manutenção da massa muscular. Isto já não é novidade, mas as evidências científicas cada vez mais indicam que para um processo de emagrecimento eficaz é fundamental a inclusão de proteínas ao pequeno-almoço”, explica à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Ou seja, aquilo que ingerimos quando quebramos o jejum noturno é muito importante no que diz respeito à gestão do peso — e não apenas aquilo que comemos ao longo do dia.

De acordo com a especialista, um pequeno-almoço rico em proteína irá promover a saciedade, fazendo com que se coma menos até ao deitar. Aliás, um estudo publicado na “US National Library of Medicine”, em 2015, por exemplo, avança que as pessoas que comem uma refeição da manhã rica em proteína consomem menos calorias ao longo do dia. Para sermos mais precisos, até menos 135 calorias.

Além disso, o nosso corpo gasta mais calorias para metabolizar as proteínas (20 a 30 por cento) do que os hidratos de carbono (cinco a dez por cento) ou as gorduras (até três por cento).

Que alimento rico em proteína pode incluir-se ao pequeno-almoço? Os ovos, está claro. Segundo a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista”, eles são sempre uma boa opção.

“São fáceis de preparar, são ricos em proteína de elevado valor biológico, vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina D, vitamina E, selénio, fósforo e zinco. Outras vantagens é que são baratos e têm diversos benefícios para a saúde: melhoram a visão, a função cerebral, a memória e favorecem a construção, reparação e o crescimento de massa muscular”, explica à NiT.

Há várias de consumir este alimento.

O ingrediente secreto que se está a adicionar aos ovos para perder peso

Já não há dúvidas de que os ovos são verdadeiros aliados no processo de emagrecimento. Porém, há uma moda recente que sugere adicionar uma espécie de alimento mágico aos ovos que se comem ao pequeno-almoço.

Para aumentar ainda o potencial deste prato, pode adicionar algo tão simples como pimenta. Esta especiaria contém capsaicina, uma substância que tem propriedades termogénicas, ajudando a acelerar o metabolismo, a queimar mais calorias e a inibir o apetite.

Um estudo publicado na revista britânica “Appetite“, em 2014, revelou que as pessoas que consumiram pimenta em todas as refeições se sentiram mais saciadas e tiveram menos desejos. Assim, este estudo sugere que a adição de capsaicina à dieta pode ajudar a inibir o apetite, o que irá conduzir a uma diminuição da ingestão calórica e promover a perda de peso.

Outras investigações revelaram que uma substância presente na pimenta, semelhante à capsaicina, aumenta a taxa metabólica em 50 calorias.

Ela é também conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias. E mais: fornece nutrientes como cálcio, magnésio e potássio. Portanto, juntar este ingrediente aos ovos só pode ser boa ideia.

Além dos ovos mexidos, há outras formas de incluir ovos na refeição da manhã, como ovos no frasco, egg muffins e ovo escalfado em tosta de batata doce. Carregue na galeria para tomar nota de uma receita para cada dia da semana.