NiTfm live

Alimentação Saudável

6 dicas fáceis para controlar a fome (e o peso) durante a quarentena

Não implicam fazer dieta, nem muito menos passar fome. Conheça os truques da nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.
Não deve ter produtos processados em casa.

O período de isolamento social trouxe várias alterações à nossa rotina. Há quem tenha de conciliar teletrabalho com atividades domésticas e, ainda, com os filhos. Por outro lado, há quem não esteja a trabalhar e sem ideias de como pode ocupar-se. Independentemente do seu cenário, tudo isto provoca várias emoções e, consequentemente, mais vontade de comer — principalmente alimentos mais calóricos.

Fome emocional, já ouviu falar? “No fundo, é quando comemos apenas porque a comida está presente, por exemplo, como nos eventos sociais. É também quando usamos a comida como um mecanismo de compensação de acordo com as emoções negativas (stress, ansiedade, depressão, frustração)”, explica à NiT a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.

Há outro tipo de fome que também pode surgir mais vezes durante a quarentena: a fome psicológica. Neste caso, continuamos a gerir alimentos mesmo depois de já nos sentirmos satisfeitos. Quando não temos com o que nos ocupar, isto pode acontecer. Segundo a também autora do blogue “Manias de Uma Dietista” normalmente, é este tipo de fome que faz engordar.

“A fome psicológica faz-nos sentir mal por causa de excedermos as quantidades nutricionais necessárias. Aliás, o excesso de peso e a obesidade surge quando se ingerem mais calorias do que aquelas que se gastam ou, então, quando se gastam menos do que aquelas que ingerimos”, diz.

Há uma terceira variação: a fome sensorial, que está relacionada com o cheiro ou aspeto de um alimento e aumenta a vontade de comer. Adivinhe: geralmente, a escolha recai em alimentos calóricos ricos em açúcares e gorduras.

Para que isto não aconteça e que consiga perder ou manter o peso, é  muito importante que identifique os tipos de fome e estabeleça uma rotina alimentar. Deve também perceber quando se sente saciado e parar assim que estiver satisfeito.

Um dos truques que a nutricionista partilhou com a NiT é manter a regra de ingerir, pelo menos, os tais 1,5 litros de água por dia. Sabia que muitas vezes confundimos a fome a com a sede? O que é que isto quer dizer? Que muitas vezes pensamos que precisamos de comer alguma coisa e, na verdade, o nosso corpo só pede hidratação. 

Na dúvida, faça um chá quente ou beba água aromatizada. “As propriedades das infusões ou ervas aromáticas ajudam-nos a acalmar, hidratam e evitam a necessidade constante de petiscar”, revela.

Carregue na galeria para descobrir, então, as seis dicas fáceis para controlar a fome (e o peso) durante a quarentena.