NiTfm live

Alimentação Saudável

5 alimentos que fazem com que sinta mais fome (e engorde)

Alguns deles podem ser verdadeiras surpresas. Conheça a lista revelada pela nutricionista Bárbara de Almeida Araújo.
Atenção a esta lista.

Come, come e come e continua a sentir fome? Provavelmente, está a ingerir alimentos pouco saciantes. Pior: que ainda aumentam o apetite e fazem engordar. Segundo a nutricionista Bárbara de Almeida Araújo, este é um dos grandes erros de quem inicia uma dieta.

“Alguns alimentos podem fazer com que continuemos com fome, mesmo quando temos o estômago cheio. Deve evitá-los não só para ter uma alimentação mais saudável mas também para manter a forma”, diz à NiT a especialista.

Alguns deles são óbvios, como as batatas fritas. Trata-se de uma alternativa rica em gordura saturada e sódio que faz com que queira sempre mais. Além disso, engana o organismo, já que provoca a sensação de que não se fez uma refeição.

Por outro lado, há alguns alimentos comuns que nem toda a gente associa a este problema. A nutricionista revela cinco.

1. Pão branco

Para algumas pessoas pode parecer óbvio, mas há quem o continue a incluir numa alimentação saudável como hidrato de carbono capaz de acabar com a fome. No entanto, “as farinhas refinadas dão pouca saciedade e fazem com que se tenha vontade de comer mais rapidamente do que pães feitos com farinhas de sementes, cereais e grãos integrais como aveia, linhaça, quinoa, centeio, entre outras”.

2. Cereais com açúcar

Segundo a autora do blogue “Manias de Uma Dietista“, farinha e açúcar refinados pela manhã não é uma boa ideia. Porquê? Porque provocam oscilações na produção de insulina e nos níveis de açúcar no sangue. E há mais: como é pela manhã que os níveis de cortisol (hormona responsável pela sensação de prazer e bem-estar) estão mais elevados, o corpo está menos apto para metabolizar os açúcares ingeridos. A sugestão da especialista é começar o dia com aveia ou outros grãos e cereais integrais. Também pode fazer uma granola caseira — a NiT tem a receita.

Cuidado.

3. Massa branca

“É exatamente a mesma razão que o pão branco, mas pior. É que é muito mais fácil comermos uma quantidade superior à que devíamos. Quando sobrecarregamos o nosso corpo com hidratos de carbono simples, o pâncreas liberta mais insulina, os níveis de açúcar descem rapidamente e vamos sentir fome pouco tempo depois. Além disso, se costuma colocar na massa molhos industrializados está a adicionar mais açúcar e a contribuir para a sensação de fome precoce”, alerta à NiT.

4. Sushi

Bem sabemos que é bom, mas optar pelo sushi à refeição significa comer mais arroz do que outra coisa. Na altura vai sentir-se cheio. Contudo, o sushi é rapidamente digerido e não contém fibra ou proteína suficiente para dar saciedade. Resultado: pouco tempo depois está a comer novamente.

5. Iogurtes magros

Esta talvez seja a maior surpresa da lista. Os iogurtes magros têm, normalmente, uma redução de gordura e de açúcares. Porém, para compensar são adicionados adoçantes artificiais. De acordo com a especialista, o nosso cérebro perceciona o sabor doce e interpreta isso como uma chegada de calorias, o que não acontece. Conclusão: o organismo vai pedir mais para ficar satisfeito. “O melhor é optar por um iogurte grego não açucarado e depois adicionar sementes ou oleaginosas”, sugere.

Por outro lado, há alimentos que, por causa da sua composição, podem sem os aliados perfeitos na gestão de peso. Eles ajudam a controlar o apetite e prolongam a sensação de saciedade.

Normalmente, estes alimentos são ricos em fibra, o que “ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue e provoca uma sensação de saciedade prolongada”, explica à NiT Bárbara de Almeida Araújo.

Carregue na imagem e descubra os seis alimentos mais saciantes que deve incluir na alimentação.