NiTfm live

Alimentação Saudável

Dicionário para aprender a ler os rótulos das embalagens

Sabem o que é o E330? E sabe que um produto baixo em gordura pode estar cheio de açúcares? A nutricionista Marta Mourão ajuda-nos a entender melhor o que está escrito nas letras pequenas.

Quantas e quantas vezes decidimos comprar um produto de supermercado em vez de outro porque na embalagem vem a indicação “Baixo em calorias”, “Baixo Teor em Gordura, “Sem Açúcar” ou “Light”. Mas a verdade é que podemos estar a comprar gato por lebre, a levar um produto que está muito longe daquilo que pensamos, e que pode ser até ter menos calorias mas tem muitos outros conservantes que não são propriamente saudáveis. E o problema é mesmo esse: a maioria de nós não sabe ler os rótulos, não faz ideia do que significam aquelas letras com números e o que representam determinadas palavras. A NiT foi ouvir a nutricionista Marta Mourão, que nos ajudou a interpretar e a ler estes rótulos.

O fator decisivo para a escolha do produto deve vir da nossa capacidade de analisarmos o que é que, de facto, está naquele alimento. Ok, tem baixo teor de gordura. Mas e o açúcar? Um não invalida o outro. Por isso, é que é tão importante sabermos ler os rótulos, tanto a tabela nutricional, como os ingredientes que o constituem. E esta tarefa não é assim tão simples, muito porque há ingredientes que vêm camuflados com outros nomes.

E o que significam aqueles E300 ou E330 que aparecem nos rótulos?São aditivos. Dentro deste grupo, há os que são seguros e os que são completamente desaconselhados, porque fazem muito mal e que até podem estar em alimentos com níveis de gordura e açúcar equilibrados.

“O processo de rotulagem é algo com regras, existindo legislação específica, atualizada, no sentido de uniformizar a rotulagem fornecendo informação clara”

“O processo de rotulagem é algo com regras, existindo legislação específica, atualizada, no sentido de uniformizar a rotulagem fornecendo informação clara, legível e esclarecedora, proporcionando escolhas mais inteligentes pelo consumidor“, explica Marta Mourão, a nutricionista do Holmes Place que ajudou a NiT a criar um dicionário para saber ler qualquer rótulo.

E há sempre determinadas características que têm de vir, obrigatoriamente, nos rótulos.

“A legislação obriga que esteja descrito, de forma legível, o valor energético, o teor em proteína, lípidos, ácidos gordos saturados, hidratos de carbono, açúcar e sal. Todas as informações têm de ser expressas em 100 gramas ou 100 miligramas, podendo adicionalmente ser referidas por dose, ou porção”, explica a nutricionista.

“A lista de ingredientes inicia-se pelos ingredientes presentes em maior quantidade para o de menor quantidade”.

Para saber as principais coisas que têm de identificar num rótulo para avaliar o produto carregue na imagem acima.