Televisão

“Yellowstone”: 5 razões para começar a ver a série de Kevin Costner

A segunda temporada estreia em Portugal esta terça-feira, 26 de maio. É um drama sobre o controlo do maior rancho dos EUA.
A terceira temporada também já está confirmada.

Longe do mediatismo das séries da Netflix ou da HBO, mas com um público fiel, grandes audiências nos EUA e várias críticas positivas, “Yellowstone” — uma produção da Paramount Network — estreou em 2018, já com a certeza de que iria regressar para uma segunda temporada.

Essa segunda temporada estreia esta terça-feira, 26 de maio, na televisão portuguesa, mais concretamente no TVCine Emotion, a partir das 22h10. Tem dez episódios e já foi confirmada uma terceira. Como muitos portugueses não chegaram a ver a primeira, pode ser uma boa oportunidade para ficar a conhecer esta série. A NiT dá-lhe cinco razões para começar a ver “Yellowstone”.

A história

Este é um drama sobre o controlo do maior rancho dos EUA, no estado de Montana. A família Dutton controla há seis gerações este território enorme, que está em risco porque há várias fações que estão a competir pelo seu domínio, e os Dutton têm de preservar a herança da família.

Há uma reserva de índios, pessoas que querem explorar a terra — e que têm por detrás interesses das grandes empresas de petróleo e madeira — e o Parque Nacional de Yellowstone.

A história foca-se neste mundo violento — e longe das atenções do público — onde há casos de homicídio que nunca se resolvem e águas envenenadas, entre outras manobras criminais que escondem interesses mais profundos. Mesmo dentro da família há várias motivações, por vezes contraditórias, que poderão originar conflitos.

O próprio Kevin Costner

Um ator premiado e querido do público, Kevin Costner interpreta John Dutton, o atual patriarca da família Dutton. John é um durão com uma vida marcada por alguns acontecimentos trágicos. Além de ser viúvo, está a sofrer com a recente morte do filho e com um diagnóstico de cancro do cólon.

As personagens secundárias

Um dos elementos que mais têm contribuído para o sucesso de “Yellowstone” é o leque alargado de personagens secundárias, onde se incluem os vários filhos da personagem de Kevin Costner. Kayce (Luke Grimes) é um antigo fuzileiro que vive na reserva local dos índios com a mulher, Monica, uma nativa americana, e o filho, Tate. Ela é uma professora na reserva e ele é o único neto de John.

Já Beth (Kelly Reilly) é uma conselheira financeira mestre da manipulação, inteligente e com educação superior. Apesar disso, também é altamente instável e sofre de um problema de abuso de drogas.

O outro filho é Jamie (Wes Bentley), um advogado e aspirante a político. Apesar de ser totalmente leal ao pai, vive frustrado com o estado atual da sua família.

Há ainda Rip Wheeler (Cole Hauser), o braço direito de John Dutton, a quem é completamente leal. Foi recebido quando era novo por John e de vez em quando envolve-se com Beth, apesar de não terem uma relação consistente.

O criador da série, Taylor Sheridan

A grande mente por trás desta série é Taylor Sheridan, que realizou e escreveu toda a primeira temporada. Nesta segunda, o criador de “Yellowstone” partilhou a cadeira de realizador com outros cineastas e co-escreveu vários episódios com alguns guionistas.

Taylor Sheridan, que também já fez vários papéis enquanto ator, tem um currículo que inclui títulos como “Wind River”, “Hell or High Water — Custe o que Custar” ou “Sicário — Infiltrado”. Por isso, todos os fãs destes filmes deverão dar pelo menos uma oportunidade a “Yellowstone”. Na série, Sheridan interpreta uma personagem secundária chamada Travis Wheatley, que só apareceu em três episódios.

Os locais

A narrativa passa-se no estado americano de Montana — e foi mesmo lá que a série foi gravada, além de alguns excertos no estado do Utah. A paisagem natural deslumbrante, composta por montanhas, vales, florestas e amplas planícies, é um dos pontos fortes do lado visual deste projeto.

Carregue na galeria para conhecer outras novidades da televisão (e do streaming) deste mês de maio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT