Televisão

Funcionários de aeroporto em Genebra fazem filme de terror na quarentena

"Confined" foi lançado no Instagram. Um dos funcionários é português.
Os funcionários ficaram fechados num apartamento.

Um grupo de quatro funcionário do Aeroporto de Genebra, na Suíça, esteve retido num apartamento durante dois meses em quarentena, devido à pandemia do novo coronavírus. Um português, Ângelo Amaro, e os três colegas aproveitaram o tempo para criar um filme de terror amador dentro de casa.

“Quando o Jivan [realizador, de nacionalidade italiana] nos apresentou o projeto, era para ser um vídeo de três minutos para publicar no Instagram. Mas ficámos todos tão entusiasmados com o projeto que começámos a trocar ideias e criámos a curta-metragem de oito minutos, que dividimos em cinco episódios”, afirma o português Ângelo Amaro à “Lusa”, citado pela “Rádio Renascença”.

Chama-se “Confined” e foi gravado em inglês com um smartphone. A curta-metragem foca-se na história de Noah, um conhecido influencer, que aceita receber em sua casa Adrianne, prima do seu amigo Lucas, que tem comportamentos estranhos e que levam Noah a pensar que a rapariga veio assombrar a sua casa.

Foi Jivan Moulandi, o italiano apaixonado por filmes de terror, que viu no confinamento a oportunidade de criar a sua própria curta-metragem. Ângelo Amaro ficou tão entusiasmado com a ideia que não se limitou ao papel de ator e ajudou no argumento.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT