Televisão

Final de temporada de “The Walking Dead” promete ser como “A Guerra dos Tronos”

O último episódio da temporada foi adiado por causa da pandemia, e deverá estrear até ao final do ano.
Norman Reedus diz que será épico.

O final da décima temporada de “The Walking Dead” foi uma das vítimas no mundo da televisão da pandemia de Covid-19. A série terminou as gravações em novembro do ano passado, mas o trabalho de pós-produção não chegou a ser concluído até março, quando tudo foi interrompido.

Assim, o canal AMC anunciou que a temporada só teria 15 episódios — em vez dos 16 previstos — e que o final iria ser lançado mais tarde, até ao final do ano, quase como um capítulo especial. A 11.ª temporada deverá acontecer, mas está em stand-by, assim como toda a indústria de Hollywood.

De qualquer forma, e para abrir o apetite aos fãs, têm sido vários os atores e produtores a falarem sobre o final de temporada. “Vamos ver mais do conflito épico a que temos assistido nesta temporada”, disse a showrunner, Angela Kang, à “Entertainment Weekly”.

“Vai ser um episódio gigante e enorme”, antecipou o ator Jeffrey Dean Morgan, que tem o papel de Negan na história. Já o produtor e realizador Greg Nicotero disse: “É um episódio realmente incrível. Adoro a forma como o episódio 15 termina quando vês a Beta a levar o grupo à torre onde toda a gente está resguardada.”

A última imagem do episódio 15 é precisamente Beth a levar os Whisperers e o grupo de walkers até ao hospital abandonado onde estão escondidos os protagonistas. À mesma revista americana, Norman Reedus (que faz de Daryl) garantiu: “Vai ser uma batalha épica. É como uma super batalha de ‘A Guerra dos Tronos’”. Promessas feitas, resta aos fãs esperarem.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT