Televisão

“Derry Girls”: a comédia adolescente da Netflix que merece uma oportunidade

A história passa-se na Irlanda do Norte nos anos 90 e isso é suficiente para a distinguir das outras séries do género.
A série tem 12 episódios até agora.

O que não faltam no mercado — leia-se, os canais de televisão, as plataformas de streaming ou o que for que as pessoas usem para ver séries — são histórias adolescentes em que o principal cenário é a escola secundária local.

De “The O.C.” a “Beverly Hills, 90210”, passando por “Gossip Girl”, “Veronica Mars”, “Por Treze Razões”, “Sex Education”, “Elite” ou “Euphoria” — das mais dramáticas às mais cómicas, das mais antigas às mais modernas — nenhuma consegue ser tão diferente quanto “Derry Girls”, a série do britânico Channel 4 que está disponível na Netflix em Portugal desde 2 de agosto. 

Tem duas temporadas (a terceira está a ser escrita) e a característica mais diferenciadora que tem é que se passa na Irlanda do Norte nos anos 90. Se fosse inglês ou americano, provavelmente precisava de legendas para conseguir entender o que dizem as personagens de “Derry Girls”.

Mesmo assim, é um desafio: o discurso rápido inclui bastante calão local que pode ser difícil de perceber. De qualquer forma, isso também faz parte do charme desta produção criada por Lisa McGee — ela que nasceu e cresceu em Derry, cidade da Irlanda do Norte e que oficialmente se chama Londonderry (apesar de isso não ter sido muito bem visto na época em que se passa esta história, por causa da aversão ao Reino Unido).

Depois de décadas de conflitos entre a Irlanda e a Irlanda do Norte — num período histórico atribulado que ficou conhecido como os “Troubles” — chegamos aos últimos anos da década de 90, que é quando se desenrola o enredo de “Derry Girls”.

A comédia acompanha cinco adolescentes: Erin, a sua prima Orla, as amigas Clare e Michelle, e o primo inglês de Michelle, James. Todos eles (sim, até James) são alunos de um colégio católico para raparigas.

Os temas são os habituais numa história de adolescentes. Aventuras amorosas, inseguranças típicas desta idade e a relação com a família e os amigos são alguns deles. A diferença é que tem como contexto os conflitos na Irlanda do Norte, apesar de isso não ser vital para os grandes acontecimentos nesta história. 

Há uma cena logo no episódio piloto que exemplifica bem isto (no total há 12 capítulos divididos por duas temporadas, cada um com menos de 25 minutos). As protagonistas estão a ir para a escola no autocarro quando a viagem é interrompida pelo exército britânico, que quer procurar explosivos na viatura — as alunas até bocejam quando isto acontece.

No mesmo episódio, a família de Erin e Orla toma o pequeno-almoço em casa quando vê na televisão que explodiu uma bomba numa ponte local — por onde o tal autocarro costuma fazer a viagem até à escola. A primeira preocupação da mãe de Erin é que aquele ato terrorista impeça as miúdas de irem à escola e que, por isso, tenha de ficar a aturá-las durante o dia inteiro.

Os diálogos acelerados, repletos de insultos, são cómicos e muitas vezes relacionados com situações comuns do dia a dia.

Todas as decisões que estas raparigas de uniforme (e o rapaz que está incluído no grupo) fazem para tomarem controlo das suas vidas são aniquiladas de forma engraçada pelos pais ou pelas freiras do colégio. A severa e ácida Irmã Michael é a grande líder da escola — e uma das personagens mais hilariantes da ação. 

A nostalgia também é importante em “Derry Girls”. Os diários (e dramas) adolescentes, a ansiedade pelas saídas de sexta-feira à noite, a banda sonora dos anos 90 ou a crença de que qualquer problema vai ser o fim do mundo são alguns desses elementos. É uma série mais realista do que a maior parte das outras histórias adolescentes e, por isso, merece uma oportunidade. 

O elenco inclui Saoirse-Monica Jackson, Louisa Harland, Nicola Coughlan, Jamie-Lee O’Donnell, Dylan Llewellyn, Kathy Kiera Clarke e Ian McElhinney, entre outros. 

A série tem tido tanto sucesso e atraído tanta gente que foi pintado um mural na cidade de Derry com as caras das personagens principais.

A cidade de Derry adora “Derry Girls”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT