Televisão

“Cops”e “Live P.D.” canceladas após protestos contra a violência policial

Uma das séries já tinha 32 temporadas. A decisão deverá ser repetida por outras estações nos próximos dias.
A morte de George Floyd gerou os protestos em todo o mundo.

As manifestações contra a violência policial e o racismo, que começaram um pouco por todo o mundo após a morte de George Floyd, estão a ter impacto em vários setores. Depois de a HBO retirar provisoriamente o filme “E Tudo o Vento Levou” do catálogo, algumas produtoras estão a cancelar séries históricas.

É o caso de “Cops”, que acompanha situações reais da polícia norte-americana e que foi cancelada pela Paramount Network, noticia a imprensa internacional esta quinta-feira, 11 de junho. O porta-voz do canal disse que não há nenhuma previsão para que o reality show que contava com 32 temporadas, regresse à televisão. A produção foi criticada durante vários anos por glorificar a violência policial.

A estação de televisão A&E anunciou também que cancelou o programa policial “Live P.D.” na sequência dos protestos anti-racistas e contra a brutalidade policial que têm ocorrido nos Estados Unidos nas últimas semanas.

“Este é um momento crítico na história da nossa nação e tomámos a decisão de acabar com a produção de ‘Live P.D.’ ao vivo”, disse uma fonte oficial da A&E, citada pela “ABC News”.

A morte de George Floyd, que foi vítima de violência policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, gerou vários protestos contra o racismo em todo o mundo. As redes sociais também se tornaram um importante veículo de propagação do movimento, que foi apelidado de “Black Lives Matter”.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT