Televisão

10 anos de “Breaking Bad”: as histórias de bastidores que se descobriram entretanto

A DEA ensinou os atores a produzir droga, Bryan Cranston despiu-se para Aaron Paul parar de chorar e os verdadeiros donos da casa dos White tiveram de vedar o local.

Foram 62 episódios com estes dois.

A 20 de janeiro de 2008 estreava no AMC uma série passada longe do glamour de Hollywood e rejeitada por vários canais, incluindo a HBO. “Breaking Bad” (ou “Ruptura Total” em Portugal) surgiu tímida, mais ou menos como o protagonista, um professor de secundário atadinho que descobre ter cancro. Depois explodiu, acompanhando a transformação de Walter White em traficante de droga, e tornou-se uma das melhores produções dos últimos tempos.

A equipa — enfiada na desterrada cidade de Albuquerque, no Novo México — era uma verdadeira família. Despediu-se em 2013, após cinco temporadas e 16 Emmys, e o último ano foi especialmente penoso para Aaron Paul (Jesse Pinkman na história), que chorava a toda a hora. O co-protagonista, Bryan Cranston (Walter White) até se despiu no último dia de gravações, a 3 de abril desse ano, para fazer o colega rir.

Juntos contrataram um tatuador para a festa de despedida. Paul escolheu um dos bíceps para escrever uma frase de Mike (a personagem de Jonathan Banks): “No half measures (sem meias medidas).” Cranston foi mais discreto e quis os símbolos do genérico, “Br” e “Ba”, tatuados na parte de trás do anelar da mão direita.

No dia em que se comemoram os dez anos da estreia de “Breaking Bad”, a NiT recorda cinco histórias de bastidores, um arrependimento de Vince Gilligan (o criador) e outro episódio alucinado da vida de Bryan Cranston que podia perfeitamente fazer parte da história.

Como parar a choradeira de Aaron Paul

Aaron Paul passou praticamente toda a última temporada a chorar, fosse entre as cenas ou a ler o guião com o co-protagonista Bryan Cranston. Este último sabia que precisava de medidas extremas para aligeirar o último dia de gravações — que recriava um dos primeiros momentos da história, no qual as duas personagens estão a produzir droga em pleno deserto.

Numa das cenas, Walter White cozinha apenas de avental e cuecas brancas mas, desta vez, Cranston decidiu nem sequer usar roupa interior. O truque resultou e o choro que se previa deu lugar às gargalhadas.

Para aquele dia específico recuperaram a caravana antiga e Paul passou horas lá dentro com medo que gritassem “corta” uma última vez. “Só queria continuar a gravar”, explicou.

Os donos da casa de Walter White não têm descanso

No segundo episódio da terceira temporada, um frustrado Walter White atira uma pizza para cima do telhado da garagem. Desde então, a prática quase virou desporto olímpico e não há dia em que não apareçam fãs no local para fazer o mesmo. A verdadeira dona da casa, Fran, vive lá desde 1973 mas no final de 2017 fartou-se das visitas turísticas e anunciou que ia colocar uma vedação à volta da propriedade. Tudo porque havia quem até trepasse para cima do telhado para tirar selfies. 

Breaking Bad Pizza GIF - Find & Share on GIPHY

Os atores aprenderam mesmo a fazer metanfetaminas

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT