Teatro e exposições

O novo centro cultural de Lisboa já está a nascer no coração da cidade

As Carpintarias de São Lázaro reabrem este sábado com uma exposição dos artistas cubanos Los Carpinteros. Daqui a um ano, deve ter um auditório, salas para expor artes visuais, uma loja e um rooftop bar com vista para o Castelo.

Uma previsão de como vão ser as Carpintarias de São Lázaro. Este é o piso zero
O auditório, no piso zero
Ainda o mesmo piso, com a perspetiva contrária
Por enquanto ainda está tudo em construção
No total, a estimativa é que o investimento seja de 250 a 400 mil euros
O piso de baixo, onde vai haver uma sala de ensaios e o acesso interior à loja
Deverá estar tudo pronto dentro de um ano

Durante décadas, as Carpintarias de São Lázaro, perto do Martim Moniz, em Lisboa, serviram como fábrica de móveis para todo o País — até que, após vários anos em decadência, um incêndio destruiu tudo o que restava no final dos anos 90, e o edifício ficou abandonado. O espaço tem estado a ser recuperado e vai renascer como o novo centro cultural de Lisboa.

A reabertura acontece este sábado, 18 de fevereiro, com uma exposição dos artistas cubanos Los Carpinteros — claro que também foram escolhidos por causa do nome. E muitos dos materiais que usam — a instalação usa vários objetos em madeira — foram construídos há 20 ou 30 anos, precisamente ali, na Rua de São Lázaro, a dois minutos a pé da Praça do Martim Moniz e perto do Campo Mártires da Pátria.

O projeto para o espaço — que tem entre 1600 a 1800 metros quadrados — está a ser conduzido por uma associação cultural e recreativa que ganhou o concurso público que a Câmara Municipal de Lisboa lançou em 2013, com o objetivo de dar uma nova vida ao edifício.

Durante 2017, vai estar em soft-opening, a acolher várias exposições. Depois desta dos Los Carpinteros, que termina a 1 de maio, vai acolher “Shadows”, do artista chileno Alfred Jaar, “que é muito político e critica bastante o regime”, conta Verónica de Mello, da Rede Art Agency e curadora das exposições, à NiT.

O espaço, que deverá estar completo daqui a um ano, é um projeto ambicioso e pretende ter um estilo moderno e sofisticado. O piso zero, por onde as pessoas entram, vai ter um auditório com capacidade para 120 pessoas e que vai acolher concertos, peças de teatro ou outros espetáculos. Além disso, este palco vai poder girar e aumentar assim a capacidade de lugares para todo o piso.

É aqui que está a exposição dos Los Carpinteros e onde vão ser expostas a maior parte dos trabalhos dos artistas. O piso vai ainda contar com uma cafetaria. Por cima, há uma mezanine — que tanto tem vista para este piso zero como para o Castelo de São Jorge.

LOCALIZAÇÃO, CONTACTOS E HORÁRIOS

morada
  • Carpintarias de São Lázaro [ver mapa]
    Rua de São Lázaro, 72, Lisboa
    localizações
    Lisboa, Martim Moniz

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT