Teatro e exposições

“National Geographic” tem uma exposição incrível no Oceanário e é sobre tubarões

É a primeira vez que as fotografias saem dos EUA. Pode visitá-la até ao início do próximo ano.

A ideia é alertar para o perigo da extinção.

Depois de ser mostrada em Washington, Atlanta e no Texas, a exposição “Sharks”, da “National Geographic”, sai pela primeira vez dos EUA e aterra no Oceanário de Lisboa, onde fica até 6 de janeiro.

São 50 fotografias tiradas por Brian Skerry, fotojornalista que viajou até ao mundo dos tubarões para captar estas imagens. Valem por si só, enquanto arte, mas o objetivo é alertar as pessoas para o perigo da extinção destes animais marinhos. Nos EUA a exposição foi vista por mais de 450 mil pessoas.

Brian Skerry tem no currículo mais de dez mil horas de mergulho e fez 14 viagens especificamente para fotografar várias espécies de tubarões: dos tubarões-tigre aos tubarões-brancos, passando pelos tubarões-azuis.

Segundo os dados da “National Geographic”, todos os anos cerca de 100 milhões de tubarões são capturados de forma acidental ou para a comercialização das suas barbatanas. Apesar de serem predadores no mar, são essenciais para o equilíbrio do ecossistema.

A exposição está no átrio do Oceanário de Lisboa e para a visitar é necessário comprar um bilhete de entrada. Variam entre os 10,80€ (para jovens e pessoas com mais de 65 anos) e 16,20€. Os bilhetes podem ser comprados online e os miúdos até aos três anos não pagam.

Está patente até 6 de janeiro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT