Música

Paredes de Coura admite possibilidade de o festival se realizar no inverno

Segundo o diretor do festival, João Carvalho, um possível "plano B" tem sido falado ao longo dos últimos dois meses.
Poderá ser uma possibilidade.

Na quinta-feira, 7 de maio, foi anunciada a proibição dos festivais de música até ao dia 30 de setembro, como forma de prevenção face à pandemia do novo coronavírus, que não permite aglomerados de pessoas.

No mesmo dia, a organização do Festival Paredes de Coura admitiu a possibilidade de um evento no inverno, caso as condições de segurança definidas pelas autoridades de saúde o permitam, avança a “Lusa”, citada pela “Rádio Renascença”.

O diretor do festival, João Carvalho, diz que o “plano B” para a realização do festival tem sido falado nos últimos dois meses. “Queremos fazer algo por Paredes de Coura. Eu gostaria, se o governo e as autoridades de saúde o permitirem, de fazer algo no inverno. Se for possível, porque nem pensar pôr em risco alguém”, referiu.

O objetivo, passa por comemorar o festival, mas também ajudar o comércio, artistas e estruturas que dependem financeiramente do evento.

“Como pessoas responsáveis que somos, vamos respeitar. Mas é uma tristeza. O Paredes de Coura é um festival que se faz sem interrupções há 27 anos, a nossa vida já se confunde com a vida do festival. Tem também esta mágoa de não poder, numa altura tão complicada, ajudar o comércio corrente, porque o ano do comércio courense já dependia e muito do festival”, assinalou, indicando que ainda não foi calculado o valor do impacto económico da não realização do certame.

Por enquanto, está confirmado o festival em 2021, nos dias 19, 20, 21 e 22 de agosto.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT