Música

MIMO Festival Amarante regressa esta sexta-feira com música, cinema e workshops gratuitos

Herbie Hancok, um dos mais conceituados pianistas de jazz,  vai passar por lá — e o Manel Cruz também.

Se não conhece Amarante esta é uma boa oportunidade.

O MIMO Festival tem samba no pé. Começou nas igrejas de Olinda, no estado de Pernambuco, em 2004 e foi alargando território a outras cidades do Brasil até ter chegado a Portugal no verão passado. Com 24 mil visitantes, a primeira edição internacional do festival teve tanto sucessso na cidade de Amarante que a organização não podia deixar de repetir a experiência.

A partir desta sexta-feira, 21 de julho, e até dia 23, o MIMO Festival Amarante tem 52 atividades gratuitas que vão ocupar seis espaços culturais e históricos da cidade  — entre eles, o Parque Ribeirinho, o Museu Amadeo de Souza-Cardoso, as igrejas de São Gonçalo e São Pedro e o Cinema Teixeira Pascoaes. Juntamente com a tradição e produção cultural da cidade, foram estas as razões que cativaram a organização do festival a levar o MIMO para Amarante.

O cartaz musical destaca-se pela variedade cultura, vai ter artistas de 10 nacionalidades, como Herbie Hancok, Tinariwen, Richar Bona & Mandekan Cubano, Ala.Ni, Jards Macalé, Céu, Ricardo Ribeiro e Manel Cruz. 

Além de música, há cinema para ver. O Festival MIMO de Cinema vai exibir longas metragens brasileiras e portuguesas durante os três dias de festival. As atividades continuam com workshops e oficinas de Guitarra, Improvisação, e Narrativas Audiovisuais; palestras do Forúm de Ideias; um Roteiro Cultural Guiado, para saber mais sobre as tradições e o património da cidade; e a “Chuva de Poesia“, em homenagem às poetas do mundo  — Sophia de Mello Breyner Andersen, Ana Cristina César, Emily Dickinson e Rupi Kaur.

Com o apoio da Santa Casa da Misericórdia, esta segunda edição vai ter pela primeira vez o MIMO Sem Barreiras para facilitar a inclusão e mobilidade de pessoas com necessidades especiais — informações em braille, guias para deficientes visuais, guias intérpretes para surdos e/ou mudos e uma área reservada nos locais ao ar livre são algumas das iniciativas.

A oferta disponível nas zonas de alimentação também vai ser aumentada numa expectativa de proporcionar o melhor ambiente e conforto para os visitantes do festival.

Ouça alguns dos temas mais conhecidos dos músicos que vão passar pelo MIMO.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT