Cinema

Tom Hanks e a luta contra a Covid-19: “Tinha dores horríveis”

Já recuperado, o ator revela que se sentia extremamente cansado e que não se conseguia concentrar.
Não há coronavírus que o pare.

É a celebridade mais afável de Hollywood e, a 12 de março, tornou-se também uma das primeiras a contrair o novo coronavírus. Anunciou-o através de uma publicação no Facebook, diretamente da Austrália, onde revelou que também a sua mulher Rita Wilson tinha testado positivo. Quatro meses depois, o ator revela como foi a luta contra a doença.

“A minha mulher perdeu o paladar e o olfato, tinha náuseas e uma febre muito mais alta do que a minha. Eu tinha apenas dores terríveis no corpo e estava sempre muito cansado, não me conseguia concentrar em nada mais de 12 minutos. Mas este último pormenor é o meu estado natural (risos)”, conta ao “The Guardian”.

Tiveram que ser hospitalizados durante três dias e tudo correu bem. “Estamos impecáveis. O desconforto durou apenas duas semanas”, nota Hanks.

Questionado sobre se teve medo da doença, o ator recordou o seu boletim clínico complicado. “Quando estávamos no hospital, disse: ‘Tenho 63 anos, tenho diabetes tipo 2 e um stent no coração. Sou um doente de risco?’. Mas desde que as nossas temperaturas não subissem muito ou os nossos pulmões não se enchessem com algo que parecesse uma pneumonia, eles não estavam preocupados. Eu não um tipo que acorda a pensar se vai chegar ao fim do dia. Sou muito relaxado”.

Consciente dos perigos da doença e da pandemia — e ciente da resposta que o governo e os seus compatriotas têm dado perante a crise —, Hanks mostra-se preocupado. “Ai mãe. Só tenho interrogações sobre a posição oficial bem como das escolhas individuais. Há apenas três coisas que toda a gente tem que fazer: usar uma máscara, manter o distanciamento social e lavar as mãos. Sei que tudo foi politizado, mas não entendo isto. Não consigo perceber como é que alguém bate o pé e diz: ‘Eu não tenho que fazer a minha parte.’”.

E Trump? “Cresci a procurar nos nossos líderes calma e liderança e creio que neste momento não temos isso”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT