cinema

“Raiva” foi o grande vencedor dos Prémios Sophia

O filme de Sérgio Tréfaut venceu em seis categorias, entre elas a de Melhor Ator e Atriz. A gala decorreu este domingo.
"Raiva" venceu em seis categorias.

“Raiva”, o filme do realizador Sérgio Tréfaut, foi o o grande vencedor de mais uma edição dos Prémios Sophia. A gala decorreu na noite deste domingo, 24 de março, no Casino Estoril, e é uma espécie de Óscares à portuguesa, já que é distinguido o melhor do cinema nacional pela Academia Portuguesa de Cinema.

A história contada por Sérgio Tréfaut, inspirada no romance de Manuel da Fonseca, “Seara de Vento”, venceu em seis categorias. Entre elas a de Melhor Filme; Melhor Ator, para Hugo Bentes; Melhor Atriz para Isabel Ruth, e Melhor Argumento Adaptado. O filme a preto e branco foi filmado no Alentejo.

O grande derrotado foi “Parque Mayer”, o filme de época de António-Pedro Vasconcelos. Era líder nas nomeações — tinha 15 —, mas apenas conseguiu vencer em três, entre elas o Sophia para Melhor Realização. Também “Pedro e Inês” estava entre os mais nomeados (10), mas acabou por não vencer nenhum dos prémios.

Esta foi a sétima edição desta cerimónia criada pela Academia Portuguesa de Cinema.

Veja a lista completa das 23 categorias em competição.

Melhor Filme
“Raiva”

Melhor Realização
António-Pedro Vasconcelos, “Parque Mayer”

Melhor Atriz Principal
Isabel Ruth, “Raiva”

Melhor Ator Principal
Hugo Bentes, “Raiva”

Melhor Atriz Secundária
Ana Bustorff, “Ruth”

Melhor Ator Secundário
Adriano Luz, “Raiva”

Melhor Banda Sonora Original
Manuel João Vieira, “Cabaret Maxime”

Melhor Guarda Roupa
Maria Gonzaga, “Parque Mayer”

Melhor Argumento Adaptado
Sérgio Tréfaut e Fátima Ribeiro, “Raiva”

Melhor Argumento Original
Jorge Paixão da Costa e Mário Botequilha, “Soldado Milhões”

Melhor Documentário em Longa-Metragem
“O Labirinto da Saudade”, Miguel Gonçalves Mendes

Prémio Sophia Estudante
“Terra Ardida”, Francisco Romão (ETIC)

Melhor Montagem
João Braz, “Soldado Milhões”

Melhor Maquilhagem e Cabelos
Abigail Machado e Mário Leal, “Parque Mayer”

Melhor Série/Telefilme
“Sara”, Marco Martins (Ministério dos Filmes)

Melhor Direção de Fotografia
Acácio de Almeida, “Raiva”

Melhor Canção Original
“Cudin”, Miguel Moreira aka Tibars e Vasco Viana

Melhor Som
Pedro Melo, Branko Neskov, Ivan Neskov e Elsa Ferreira, “Soldado Milhões”

Melhor Direção Artística
Joana Cardoso, “Soldado Milhões”

Melhores Efeitos Especiais/Caracterização
Filipe Pereira e Manuel Jorge, “Soldado Milhões”

Melhor Documentário em Curta-Metragem
“Kids Sapiens Sapiens”, António Aleixo

Melhor Curta-Metragem de Ficção
“Sleepwalk”, Filipe Melo

Curta-Metragem de Animação
“Entre Sombras”, Mónica Santos e Alice Guimarães

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT