Cinema

Disse adeus a Hollywood e desapareceu — onde está Cameron Diaz?

Não aparece nos ecrãs desde 2014. Aos 47 anos tornou-se uma improvável mãe, produtora de vinhos orgânicos e guru de bem-estar.
Ela fartou-se do mundo da fama.

Quem é a loira que está ao lado de Jim Carrey? Foi a pergunta que fizeram os milhões que encheram salas de cinema em 1994, tudo para verem “A Máscara”. A estreia de Cameron Diaz em Hollywood foi de arromba. A comédia atreveu-se a ser nomeada para um Óscar e mantém-se firme como o maior êxito da carreira da atriz, pelo menos no que toca à bilheteira.

Seguiram-se duas décadas de luxo. Diaz fazia parte do grupo de elite do cinema norte-americano. Em 2013 sagrou-se a atriz acima dos 40 mais bem paga da indústria. E de um dia para o outro, nunca mais ninguém a viu.

Apareceu nos ecrãs pela última vez em 2014, como uma das protagonistas na adaptação de “Annie” ao cinema. Exceção feita a aparições esporádicas em eventos esporádicos, a estrela de “Doidos Por Mary” parecia ter desaparecido por completo.

A chata da fama

Como é que se deixa para trás uma carreira de sucesso com duas décadas? 2014 foi absolutamente decisivo na vida da atriz. Foi nos primeiros meses do ano que conheceu Benji Madden, membro da banda Good Charlotte. Haveriam de casar apenas 10 meses depois do primeiro encontro — um pormenor que haveria de explicar muitas das decisões que seriam tomadas pouco tempo depois.

Seria preciso esperar quase quatro anos para ouvir a decisão diretamente da atriz. “Estou verdadeiramente reformada”, mencionou de passagem numa entrevista à “Entertainment Weekly”

A explicação chegou há poucos dias, numa conversa gravada com Gwyneth Paltrow. Diaz confessou que chegou a um ponto em que “fazer coisas diferentes” com a sua vida. O stress de Hollywood foi demasiado para a atriz, que cedeu perante a pressão.

Pelo caminho, aproveitou e abandonou todas as redes sociais, e apesar de uma pequena quebra da promessa, voltou a desaparecer entre 2016 e 2018. Em 2015, mostrou-se chocada pela forma como “as pessoas as usam para se sentirem validadas perante um grupo de estranhos” e revelou que era uma tentação “perigosa”. “Qual é o objetivo?”, questionou. Hoje é raro partilhar qualquer coisa, embora ainda o faça.

“Olhei bem para a minha vida e percebi o que ela realmente era. Quando estás a fazer um filme, tu pertences-lhes. Estás lá durante 12 horas por dia, meses a fio. Não tens tempo para mais nada. Tinha que assumir a responsabilidade de tomar novamente as rédeas da minha vida”, revela.

Os luxos com que muitos sonham e outros tantos invejam começaram a incomodar Diaz, que se sentia tratada como uma criança. “Os atores são infantilizados. Somos colocados numa posição em que tudo é feito por nós e eu nunca me senti confortável com isso”, sublinha.

“Fiz tanto durante tanto tempo, trabalhar, fazer filmes, é duro e não tinha espaço nenhum para a minha vida pessoal. Então decidi que iria parar e focar-me nisso, nas relações pessoais com a minha família e amigos. E depois conheci o Benji”.

Madden e Diaz casaram-se 10 meses após o primeiro encontro.

Mais de seis anos depois de abandonar os estúdios, explica que está plenamente “focada na vida pessoal” e que se tornou novamente “auto-suficiente”. “Precisava de saber que conseguia tomar conta de mim mesma, refazer a minha vida como eu a queria e não de acordo com o que outros achavam”.

A verdadeira razão

O blackout das redes sociais foi quebrado ao terceiro dia de 2020 com um anúncio que surpreendeu toda a gente, mesmo os que lhe eram mais próximos. Aos 47 anos, Cameron Diaz revelava que tinha sido mãe, rebatendo a própria afirmação de 2014, onde chegou a dizer que nunca se sentiu atraída pela maternidade. 

Antigos colegas e amigos sublinham que desde a reforma que Diaz se rodeia apenas de um círculo privado de pessoas. E sobretudo que, afinal, a maternidade poderá ter muito bem sido a verdadeira razão da fuga de Hollywood. “Desde que casou com o Benji que mudou: pensa na vida doméstica, na cozinha, no bem-estar. E apesar de ter dito que não queria ter filhos, tudo mudou quando o conheceu”, revelou uma ex-assistente. 

A proeza, especialmente aos 47 anos, não passou despercebida. A luta não foi fácil: o casal foi forçado a recorrer a diversos tratamentos de fertilidade, acupuntura e até dietas. Chegaram a tentar adotar. E embora Diaz não tenha revelado, as fontes mais próximas confirmam que terá recorrido a uma barriga de aluguer. Uma teoria reforçada pelas fotos tiradas dois meses antes do suposto parto — e que mostram a atriz sem qualquer vestígio de barriga.

E agora?

A ex-atriz não ficou parada durante muito tempo. Em 2016 resolveu repetir a façanha de 2013 e voltou a lançar um livro de bem-estar — uma obra sobre a longevidade e o envelhecimento.

Tem feito investimentos em empresas e startups ligadas à saúde e biotecnologia e chegou a ser uma das oradoras convidadas do EEEEEATSCON, um gigantesco festival norte-americano de comida. Mais recentemente, lançou a sua própria marca de vinho, a Avaline, que aposta num branco de castas espanholas e um rosé de castas francesas, ambos orgânicos.

O vinho é muito menos stressante.

“Não havia estúdio que não a quisesse contratar quando ela ainda atuava. E contratavam-na neste preciso momento. Fariam projetos especialmente para ela, mas ela recusa tudo”, revela à “PageSix” um executivo que trabalhou com a atriz por diversas vezes. 

Ainda assim, Diaz não está convencida, pelo menos de acordo com o que disse em 2019: “Já dei mais de metade da minha vida ao público. Não tenho saudades (…) O que quer que faça, terá que ser algo que me apaixone — algo que consiga fazer sem esforço.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT