NiTfm live

Televisão

Vê séries ilegalmente? Estas são as que têm mais probabilidade de ter vírus

Uma empresa da área da informática fez um estudo sobre as histórias que são o principal alvo de hackers.
"A Guerra dos Tronos" regressa a 15 de abril.

No mundo da música, plataformas como o Spotify, o BandCamp ou até o YouTube praticamente acabaram com a pirataria e os downloads ilegais. Já na área da televisão e do cinema, apesar de o streaming estar cada vez mais massificado, continua a existir um público alargado que assiste a séries e filmes de forma ilegítima.

Uma empresa russa da área da informática, a Kaspersky Lab, fez um estudo para perceber quais são as séries que mais são usadas por hackers para transmitir vírus — seja através de downloads diretos, a partir de torrents ou de streaming em sites pirata.

O estudo foi feito entre 2017 e 2018 e os especialistas da empresa chegaram à conclusão que “A Guerra dos Tronos”, “The Walking Dead” e “Arrow” são as histórias mais usadas por hackers para incluir vírus informáticos. Muitas vezes, os ficheiros que supostamente seriam episódios são, na verdade, armadilhas para causar problemas nos dispositivos de quem descarrega.

Houve mais de 20 mil pessoas alvo de ataques informáticos ao tentarem assistir a um episódio de “A Guerra dos Tronos” (cuja última temporada estreia a 15 de abril), mais de 18 mil com “The Walking Dead” e mais de 12 mil com “Arrow”. 

Os hackers atacam mais os primeiros e últimos episódios de cada temporada — e o episódio mais atacado de sempre foi o primeiro capítulo de “A Guerra dos Tronos”, “Winter is Coming”, de 2011.