NiTfm live

Televisão

“The Outsider”: a nova série da HBO é arrepiante, viciante e obscura

A nova produção tem mais de nove na classificação do portal IMDb. Estreou esta segunda-feira, 13 de janeiro.
A primeira temporada tem dez episódios.
78

Stephen King é um dos escritores mais famosos do mundo e não é por acaso. Quase todos os anos — desde há muito tempo — que o autor americano lança livros que se tornam automaticamente bestsellers. Alguns são melhores do que outros, claro, mas a maioria é apetecível para os grandes estúdios de cinema e televisão. Existem inúmeras obras de Stephen King que foram adaptadas com sucesso, alargando ainda mais a dimensão do seu trabalho — e fazendo-o chegar a um público maior.

Todas as suas histórias têm crimes e elementos mais ou menos sobrenaturais — muitas vezes passadas em pequenas cidades americanas em que existe uma certa aura sombria. É o típico imaginário de Stephen King.

A mais recente adaptação de uma obra do escritor é “The Outsider”, a nova produção da HBO que estreou em Portugal esta segunda-feira, 13 de janeiro. A primeira temporada tem dez episódios e já estão disponíveis os dois primeiros — todas as segundas-feiras vai chegar um novo capítulo.

“The Outsider” começa com um crime horrendo. O corpo de uma criança é encontrada num parque de uma pequena cidade americana, onde toda a gente se conhece. O cadáver de Frankie Peterson, coberto de sangue, está completamente destroçado, com enormes marcas de dentadas humanas. Somos logo apresentados ao protagonista, o experiente detetive Ralph Anderson (Ben Mendelsohn), que vai investigar o caso.

O plano corta para uma cena na casa da família Maitland, onde o pai, Terry (Jason Bateman), se prepara para ir treinar mais um jogo de basebol dos miúdos daquela cidade. Ao longo do primeiro episódio, vamos descobrindo que todas as pistas no homicídio apontam para Terry Maitland.

As impressões digitais do treinador de basebol estão espalhadas no corpo de Frankie Peterson — e na carrinha ensanguentada onde o assassino terá transportado o rapaz até ao parque. Várias testemunhas viram Terry coberto de sangue antes e depois de ele deixar o corpo. As câmaras de vigilância captaram imagens suas nalguns dos locais. Ralph Anderson não tem dúvidas: por muito improvável que seja, Terry Maitland só pode ser o culpado.

O treinador é detido a meio de um jogo — para toda a gente assistir ao momento — logo no primeiro episódio. Mas é óbvio que nada disto é assim tão simples. Aos poucos e poucos, sucedem-se outros acontecimentos trágicos, e percebemos que há uma figura misteriosa, muito provavelmente sobrenatural, que é responsável por tudo aquilo que está a acontecer.

As autoridades ficam ainda mais confusas quando o advogado de Terry Maitland, e respetivo detetive privado, conseguem mostrar que Maitland tem um álibi sólido — portanto, as provas tornam-se contraditórias. 

Os diálogos são bons, as interpretações também, e existe um tom sombrio a pairar sobre  a narrativa que consegue criar um ambiente de tensão e suspense. Muitas vezes culmina em violência, noutras ocasiões numa aparição arrepiante da tal figura misteriosa que parece ser a responsável por tudo. Bons atores como Bill Camp, Marc Menchaca e Jeremy Bobb só ajudam a solidificar esta produção.

Ainda assim, e ao contrário do que foi descrito, “The Outsider” não é uma série de terror — embora tenha alguns momentos mais tenebrosos. Tirando o lado mais sobrenatural do enredo, que praticamente não foi explorado no primeiro par de episódios, esta série é idêntica a dramas sobre crimes americanos de tom noir, como, por exemplo, “True Detective” ou “Fargo” (sem a parte mais cómica desta última).

Ainda é cedo para perceber onde é que “The Outsider” vai parar — sendo que aconteceu muita coisa nestes primeiros capítulos — mas já podemos afirmar que é uma produção consistente e sólida da HBO que honra o trabalho de Stephen King e, pelos vistos, já está a ser um sucesso junto dos fãs. No portal IMDb tem uma pontuação de 9,1 numa escala de zero a dez, o que é uma classificação impressionante.