NiTfm live

Televisão

“The I-Land”: a nova série da Netflix é uma mistura de “Lost” e “Fyre Festival”

Os sete episódios contam a história de dez desconhecidos que acordam numa ilha traiçoeira com suas memórias apagadas.
Um mix de séries.

A nova aposta da Netflix no género da ficção científica é a série “The I-land” que ficou disponível na plataforma no dia 12 de setembro. Numa ilha, um grupo de pessoas que não sabe como foi lá parar faz de tudo para sair e encontra vários desafios físicos e psicológicos. Onde é que já vimos uma história parecida? Em “Perdidos“, mas apesar disto qualquer semelhança é mera coincidência.

A série tem sete episódios e do elenco constam nomes como Kate Bosworth, de “Super-Homem: O Regresso”, Alex Pettyfer, de “Magic Mike”, e Natalie Martinez, da série “Kingdom”. Segundo a sinopse oficial, dez desconhecidos acordam numa ilha traiçoeira com suas memórias apagadas. Presos no local, eles precisam lutar para sobreviver.

Depois de fazer uma caminhada na tentativa de voltar para casa, descobrem que este mundo não é o que parece e que devem tornar-se versões melhores de si mesmos ou morrer como os piores.

O novo thriller não é o primeiro a acompanhar um grupo de pessoas com passados misteriosos. Para quem não acompanhou a saga de “Perdidos”, e ainda não ouviu falar de “The I-land”, o cenário é o seguinte: uma ilha paradisíaca e deserta com água azul turquesa e areia fina. No meio disto, pessoas isoladas do mundo, palmeiras por todo lado e muito mistério.

A diferença é que nesta série da Netflix, o paraíso é uma simulação e as reações de todos são monitorizadas o tempo inteiro por pessoas sinistras, transformando o lugar de sonho num pesadelo terrível. Maltratadas pela natureza e observados por uma sala de controlo, o grupo aos poucos percebe que confiarão apenas em si mesmos para sobreviver.

A comparação com o escandaloso “Fyre Festival” deve-se ao facto da história começar com um festival de música de luxo, uma experiência imersiva e exclusiva que transformou-se num caos, assim como mostra o documentário “Fyre Festival“.

Na vida real, festivaleiros e influenciadores pagaram milhares de euros para participar num evento nas Bahamas promovido por estrelas como Bella Hadid e Emily Ratajkowski, mas ao chegarem ao local depararam-se com péssimas acomodações e refeições que se resumiam a pão velho e queijo.

“The I-land” é produzido pela atriz Kate Bosworth, tem o guião de Lucy Teitler, de “Mr. Robot”, e Jonathan Scarfe, de “Van Helsing”, como realizador.