NiTfm live

Televisão

O programa da Netflix que mostra o método japonês para organizar a casa

Pegue em cada um dos objetos que tem em casa e perceba se lhe dão alegria. É a maior prática de "Tidying Up with Marie Kondo".
Marie Kondo é a guru do programa.

Se é um utilizador regular da Netflix, é provável que já tenha reparado em “Tidying Up with Marie Kondo”. É um dos conteúdos que têm estado em destaque na plataforma de streaming desde o início do ano. Estreou precisamente a 1 de janeiro.

Trata-se de um programa em que a guru japonesa Marie Kondo visita casas de americanos normais (normalmente são casais) para organizar a casa deles. Marie Kondo tornou-se uma autora bestseller com o livro “The Life-Changing Magic of Tidying Up: The Japanese Art of Decluttering and Organizing”, publicado originalmente em 2011 — e que chegou aos EUA poucos anos depois.

O livro que explica o método KonMari também está disponível em Portugal desde 2015, com o título “Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida”. Pode ser comprado na Fnac, por exemplo, por 14,40€.

Foi o sucesso desta obra que catapultou Marie Kondo para a televisão. Sempre acompanhada por uma tradutora, já que não fala inglês de forma fluente, conhece pessoas que querem mudar a sua vida em casa e que não sabem como o fazer.

O método é bastante prático, mas também espiritual. Marie Kondo diz às pessoas para segurarem em cada objeto que têm — seja uma peça de roupa, um livro, um bibelô ou um utensílio de cozinha — e para dizerem se sentem que aquele objeto lhes traz realmente alegria. Se a resposta for “sim” é para guardar, se for “não” não está a fazer nada em casa.

Ou seja, não interessa se tem em casa um livro que é uma edição rara, e que com o passar dos anos só vai ficar mais valioso, se ele não for importante para si. Segundo o método da japonesa, deve doá-lo.

As pessoas no programa são bastante normais: têm imensas decorações de Natal, calças que já não servem, DVD nunca antes vistos ou gadgets de cozinha que nunca chegaram a ser usados. Não há coisas muito bizarras (nem assustadoras) nas casas destas famílias.

A expressão “sparking joy” e os maneirismos engraçados de Marie Kondo foram até alvo de vários posts humorísticos nas redes sociais.