NiTfm live

Televisão

“Quatro Casamentos e Um Funeral”: o filme transforma-se em série já esta terça

A adaptação televisiva estreia em Portugal no canal AMC, com Nathalie Emmanuel, que ficou conhecida em “A Guerra dos Tronos”.
Nathalie Emmanuel é a protagonista.

Em 1994, a comédia romântica “Quatro Casamentos e Um Funeral” chegou aos cinemas e teve um sucesso inesperado. Gravado em apenas seis semanas e com um orçamento de menos de três milhões de euros, viria a lucrar nas bilheteiras em todo o mundo mais de 224 milhões, tornando-se, na altura, no filme britânico que mais dinheiro fizera de sempre. Conquistou o estatuto de culto com o passar dos anos.

25 anos depois, em 2019, numa era repleta de remakes e novas versões de sucessos do passado, estreou na plataforma de streaming americana Hulu uma série que adapta esta história, que se chama precisamente “Quatro Casamentos e Um Funeral”. 

Esta terça-feira, 19 de maio, chega a Portugal. Estreia às 22h10 no canal AMC, onde vai poder ver os dez episódios que compõem a primeira temporada. 

A produção televisiva baseia-se levemente no filme, sim, mas ao mesmo tempo é muito distante. No cinema o protagonista foi Hugh Grant, aqui o papel principal vai para Nathalie Emmanuel, que ficou conhecida pela sua participação em “A Guerra dos Tronos”.

A atriz interpreta Maya, uma autora de discursos americana, que viaja para Londres, no Reino Unido, para voltar a estar com os seus velhos e queridos colegas de universidade no casamento da sua melhor amiga.

No aeroporto, conhece (e desenvolve uma pequena paixão por) Kash (Nikesh Patel), com quem cria uma certa ligação especial, antes de descobrir que, na verdade, Kash é o noivo da sua melhor amiga Ainsley (Rebecca Rittenhouse).

Esta premissa inicial da narrativa é o mais próximo que a série de “Quatro Casamentos e Um Funeral” tem com o filme de 1994. Entre as outras personagens incluem-se Duffy (John Reynolds), que gosta de Maya desde os tempos de faculdade; a vizinha irritante de Ainsley, Gemma (Zoe Boyle); e Craig (Brandon Mychal Smith), outro dos amigos, que está a esconder um enorme segredo da sua namorada, Zara (Sophia La Porta).

Aqui as personagens são mais diversificadas e realistas, sem existir um elenco totalmente de classe média alta branca — apesar de o romantismo, ainda que adaptado ao século XXI — se manter bem presente.

O jornal “The Guardian” diz que a série é menos um remake direito de “Quatro Casamentos e Um Funeral” e mais “um trabalho de best-of, unindo peças que vão desde ‘O Amor Acontece’ a ‘O Diário de Bridget Jones’.”

A publicação britânica, na crítica que escreveu pela altura da estreia internacional (no verão do ano passado), diz ainda que é positivo para a série que não seja realmente um remake do filme, pois seria difícil manter a qualidade do original e conseguir adaptar a história a um projeto televisivo. “Há tantas diferenças que vai ter dificuldades em lembrar-se do que é suposto estar a ver.”

Ou seja, pelo meio vai haver inúmeras aventuras e casos amorosos, relações formadas e cortadas, escândalos políticos expostos, e, claro, quatro casamentos e um funeral — é o mundo que Maya vai encontrar juntamente com os seus amigos, cada um a viver as próprias crises pessoais.

O elenco inclui ainda Harish Patel, Krrish Patel, Nathan Stewart-Jarrett, Guz Khan, Jamie Demetriou, Alex Jennings, Julian Stone, Rakhee Thakrar, Dermot Mulroney e Hector Bateman-Harden, entre outros.

A adaptação de “Quatro Casamentos e Um Funeral” foi escrita para apenas ter uma temporada, mas as responsáveis pelo projeto não descartaram a hipótese de continuar a história, caso fosse um enorme sucesso de audiências e a Hulu quisesse renovar a produção para mais uma temporada.

Carregue na galeria para conhecer outras novidades da televisão (e do streaming) para este mês de maio.