NiTfm live

Televisão

Psicóloga de “Casados à Primeira Vista” apaixonou-se por um dos noivos

Aconteceu na edição americana do programa. O novo casal está noivo e lançou um negócio para dar conselhos amorosos.
Conheceram-se no programa e agora estão noivos.

Com tantas edições pelo mundo fora, é natural que existam várias histórias mirabolantes no currículo de “Casados à Primeira Vista”. Já contámos os episódios caricatos do pior match de sempre — que envolveu ameaças de morte e tráfico de droga — mas desta vez falamos de um caso feliz.

Foi na sexta edição americana do programa, que estreou no início de 2016 e que tinha apenas casais de Boston, que aconteceu a história mais caricata deste formato — qualquer que seja a edição ou o país. 

Um dos pares da temporada era o casal de Jonathan Francetic e Molly Duff. A mulher admitiu rapidamente que não se sentia atraída fisicamente pelo novo marido, e isso fazia com que se distanciasse dele mais vezes do que gostaria.

O problema em relação à intimidade fez com que o casal discutisse frequentemente, o que causava ainda mais problemas. Enfim, as coisas não estavam fáceis e, como qualquer fã do programa sabe, é uma situação que costuma acontecer. 

Nas edições estrangeiras de “Casados à Primeira Vista”, é comum os especialistas na área da psicologia, que definem os casais, intervirem mais e darem conselhos diretos em relação ao comportamento do casal.

Foi isso que aconteceu quando a psicóloga Jessica Griffin, uma das especialistas, chamou a atenção a Molly por ter mentido quando a participante do programa disse que não tinha insultado o marido no meio de uma discussão acesa.

Os produtores de “Casados à Primeira Vista” mostraram uma gravação da discussão que acabou por revelar um lado mais agressivo de Molly Duff. Todo esse momento ficou gravado (e está no vídeo acima).

No final da temporada, como as coisas não estavam a correr bem para ambos, Francetic e Duff decidiram divorciar-se. O marido alegou que a mulher era emocionalmente abusiva e a história acabou por aí.

O mais curioso é que Jonathan Francetic e a psicóloga Jessica Griffin começaram a conhecer-se melhor, a dar-se bem e foram vistos por vários fãs nalguns encontros fora da televisão. Alguns meses mais tarde, já em 2018, os dois assumiram publicamente a relação no Instagram.

Muitos espectadores deliraram com a notícia, outros mostraram-se preocupados com o potencial conflito de interesses. No entanto, o novo casal esclareceu que essa questão não se coloca porque os especialistas não funcionam como terapeutas no âmbito do programa — simplesmente dão conselhos e fazem os matches.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

But actually, congrats to the married couple and thanks for the invite! #tonelligotkniped

A post shared by Jon Francetic (@jon_francetic) on

Desde essa altura que o casal publica regularmente fotos nas redes sociais das suas viagens pelo mundo, dos seus encontros românticos e de vários momentos da sua relação — que nunca esteve em evidência na televisão.

Em abril deste ano, foi confirmado que Jessica Griffin não voltaria a participar em “Casados à Primeira Vista” por causa da sua relação com Jonathan Francetic. Ainda assim, a psicóloga fez duas temporadas após conhecer o atual namorado, mesmo que a relação não fosse pública.

Atualmente, Francetic, com 31 anos, e Griffin, 41 anos, estão noivos e usam as suas experiências pessoais para lançarem em conjunto um negócio para ajudar pessoas a construir relações, a melhorar os seus casamentos ou a dar conselhos sobre a vida amorosa no geral. Antes deste projeto, Francetic trabalhava no setor financeiro. Jessica Griffin tem três filhos de uma relação anterior, que sempre manteve privada.

Leia ainda o artigo da NiT que defende que o “Casados à Primeira Vista” australiano é tão melhor que o formato português.