NiTfm live

Televisão

Dr. Pimple Popper: “Os vídeos de rebentar borbulhas já são mais mainstream”

Sandra Lee, a médica que era uma estrela a espremer borbulhas no YouTube, tem um programa no TLC e contou à NiT como tudo começou.

A médica mais famosa do YouTube.

Esqueça as influencers de moda e maquilhagem e os vídeos parvos de pessoas a matarem ratos em varandas. Sandra Lee é a verdadeira estrela do YouTube com mais de quatro milhões de seguidores, outros tantos de visualizações e, desde 7 de setembro, um programa no canal TLC.

A dermatologista de 47 anos, mais conhecida como Dr. Pimple Popper, publica no seu canal vários vídeos por semana onde retira pontos negros, abcessos, quistos e vários tipos de borbulhas da pele dos seus doentes. No início de cada um há uma indicação de que aquele vídeo é educativo, mas Sandra sabe perfeitamente que não são só os estudantes de dermatologia que estão atentos ao seu canal.

A NiT falou a dermatologista a propósito da estreia do seu programa, “Dr. Pimple Popper”, que estreou a 7 de setembro no TLC. A primeira temporada é transmitida todas as sextas-feiras às 21 horas no canal e em cada um dos seis episódios a médica apresenta diferentes condições de pele e os respetivos tratamentos.

Nascida em Nova Iorque mas a trabalhar no estado da Califórnia, Sandra revela que a dermatologia foi uma escolha natural, já que o pai tem a mesma profissão. Além disso, a médica conta que não consegue ver vídeos nem imagens de outras pessoas a espremer borbulhas.

Sempre quis ser médica?
Acho que foi uma progressão natural, embora com alguns percalços no percurso. A minha mãe é enfermeira e o meu pai é dermatologista, portanto eu já conhecia a especialidade e sempre soube, desde pequena, como era ser médico. Durante a universidade estava mais preocupada em divertir-me do que em pensar no que ia fazer no futuro. Como não estava preparada para tomar uma decisão adulta e entrar para o mundo do trabalho, candidatei-me ao curso de medicina.

E porque é que escolheu dermatologia? Por causa do seu pai?
Tive muita sorte em conseguir uma vaga na especialização de dermatologia. É uma das mais competitivas portanto todos queríamos agarrar uma vaga. No meu caso, tive a sorte de saber de antemão quão fantástica esta especialidade era, precisamente por causa do meu pai. Quando era mais nova, cheguei a trabalhar com ele durante as férias de verão.

Incomoda-a ver as coisas nojentas que extrai da pele das pessoas?
Desde que tenha luvas e uma máscara, estou tranquila. Não consigo ver os filmes e imagens que me mandam de outras pessoas a espremerem borbulhas.