NiTfm live

Televisão

O documentário da Netflix sobre o caso de Maddie McCann estreia já esta sexta-feira

Vai ter duas partes e focar-se no desaparecimento da criança no Algarve, com entrevistas inéditas.
O documentário está dividido em duas partes.

Há quase 12 anos que Madeleine McCann desapareceu de um apartamento de férias na Praia da Luz, em Portugal. Em maio de 2007, enquanto os pais jantavam num restaurante de um aldeamento algarvio, Maddie dormia sozinha com os irmãos gémeos no quarto e desapareceu sem deixar rasto. O caso teve um mediatismo enorme durante vários anos e nunca se soube o que aconteceu à menina que, na altura, tinha apenas três anos.

O caso vai agora ser explicado num documentário da Netflix. “The Disappearance of Madeleine McCann” está dividido em duas partes e inclui entrevistas inéditas sobre o desaparecimento — seja com amigos da família McCann ou investigadores que trabalharam no caso (incluindo o português Gonçalo Amaral), entre outros intervenientes. Estreia esta sexta-feira, 15 de março.

Os pais de Maddie, Kate e Gerry McCann, recusaram-se a ter qualquer papel no documentário, alegando que a investigação policial ainda está em curso. 12 anos e mais de 12 milhões de euros depois, a busca pelo paradeiro de Maddie tornou-se numa das mais longas, dispendiosas e famosas da história. Neste momento, os pais da criança aguardam resposta das autoridades ao seu pedido de mais fundos para continuarem as buscas.

“The Disappearance of Madeleine McCann” tem depoimentos que apontam no sentido de que Maddie ainda pode estar viva e que poderá ter sido raptada por um organização criminosa de tráfico humano, que a levou para o estrangeiro.