NiTfm live

Televisão

Da Disney+ à Netflix: quanto vai gastar em 2020 para ver tudo na televisão

A Apple TV juntou-se recentemente à lista das plataformas já existentes. Os canais de desporto são bem mais caros.
Nunca houve tantas alternativas no mercado português.

Basta recuarmos uns anos no tempo para nos lembrarmos que o mercado da televisão era completamente diferente em Portugal. Todos os meses os custos das famílias resumiam-se aos pacotes habituais das operadoras — que já incluíam imensos canais.

A Netflix foi a primeira plataforma de streaming a entrar no mercado nacional. Chegou no final de 2015, e é a líder global no segmento. Depois, seguiram-se outras, como a HBO Portugal, a Amazon Prime Video ou a recém-lançada Apple TV. 

O próprio mundo do futebol também foi transportado para este universo, com a chegada da Eleven Sports. Se somarmos isto tudo, a conta ao final do mês fica bem pesada — e em 2020 ainda será maior. A NiT foi então perceber quanto vai gastar no próximo ano se quiser ver as séries e os filmes mais importantes do momento (em streaming ou nos pacotes extra das operadoras) e, ao mesmo tempo, ter acesso aos canais de desporto (se lá em casa houver fãs para tudo isto).

Os pacotes de televisão

Pode optar pela TDT, claro, mas o mais comum será ter um pacote que inclua televisão, Internet e telefone. A opção mais comum da MEO (com 120 canais, Internet e telefone fixo) custa 29,99€. Na NOS, o preço é o mesmo (também com 120 canais, serviço de Internet e telefone fixo). O serviço mais acessível da Vodafone tem o mesmo preço, inclui 100 canais mas não tem direito a box. Pode ainda escolher a Nowo, cuja opção mais barata custa 25€ (e inclui 90 canais).

Netflix

O pacote Base custa 7,99€ e só permite ver conteúdos num ecrã. A opção Standard custa 10,99€ e possibilita ver séries ou filmes em dois dispositivos ao mesmo tempo. O pacote Premium sobe para 13,99€ e dá acesso a quatro ecrãs. Nestas duas últimas escolhas a imagem é em ultra HD. Quem ainda não aderiu, pode sempre ver o primeiro mês gratuitamente e à escolha há séries como “Stranger Things”, “Ozark”, “The Sinner”, “A Maldição de Hill House”, “Narcos”, dezenas de documentários, filmes (originais e não só) e programação só para miúdos.

HBO Portugal

Chegou no início deste ano e é um dos maiores players do mercado do streaming — há muitos anos que a HBO produz séries de renome, como “Os Sopranos” ou “The Wire”, entre tantas outras. A qualidade tem-se mantido nos conteúdos mais recentes e a HBO conseguiu o seu maior triunfo de sempre com “A Guerra dos Tronos”. Além disso, tem tantos outros filmes e séries, num catálogo alargado. É possível aproveitar 14 dias gratuitos e a subscrição custa 4,99€ por mês.

Apple TV

A mais recente plataforma no mercado português é a Apple TV — foi lançada a 1 de novembro. A grande aposta da Apple TV são os conteúdos exclusivos e originais — em que a empresa já investiu milhões e milhões de euros. O objetivo não é ter um grande catálogo como a concorrência. Até ao momento a Apple TV só tem oito conteúdos disponíveis, incluindo “The Morning Show”, “See” ou “For All Mankind”.

O serviço tem um custo de 4,99€ por mês, sendo que a primeira semana é gratuita. Se comprou um produto da Apple depois de 10 de setembro, tem direito a um ano de acesso gratuito. Se quiser comprar o serviço logo por um ano, fica por 49,99€.

Amazon Prime Video

A Amazon tem uma campanha que permite a novos utilizadores pagarem 2,99€ por mês durante os primeiros seis meses. A partir daí a mensalidade sobe para 5,99€. Estão lá séries como “Transparent”, “The Marvelous Mrs. Maisel” ou “Sneaky Pete” (e em breve chega uma série do universo de “O Senhor dos Anéis”).

TVCine e TVSéries

São quatro canais de cinema e um dedicado a séries por 10€. O TVCine1 tem sempre os filmes mais recentes, há várias produções de culto nos outros canais e o TVSéries tem perdido força com a ascensão das plataformas de streaming. Neste momento está a transmitir conteúdos como “Stargate: Atlantis”, “Teen Wolf”, “House of Cards”, “Mr. Robot”, “The Affair” ou “Fargo”.

NOS Studios

Em junho, a NOS lançou um canal dedicado ao cinema — transmite filmes premiados e os grandes sucessos dos maiores estúdios. Está disponível nas posições 16 e 81 em HD — sendo que a versão SD está na 56. Apesar de ser um exclusivo da operadora de televisão, só vai ser disponibilizado de forma gratuita aos subscritores do serviço de TV UMA. Os restantes clientes têm de pagar 5€ por mês ou podem aceder ao canal através da subscrição do Pack Canais Extra.