NiTfm live

Televisão

Boucherie Mendes: “É possível haver um ‘Naked Attraction’ português”

O formato tem sido um sucesso na SIC Radical. Diretor diz que que o tema já terá sido debatido na estação.
A terceira temporada estreou em janeiro.

Uma das melhores apostas da SIC Radical em 2018 foi “Naked Attraction”, o programa britânico de encontros amorosos onde os concorrentes estão completamente nus. É um dos formatos mais insólitos que já foram transmitidos na televisão portuguesa.

A terceira temporada do reality show estreou este mês de janeiro naquela estação. Há novos episódios todas as sextas-feiras a partir das 23 horas. A SIC Radical repete as histórias nessa madrugada, às quatro horas da manhã, e às 00h30 de sábado.

É, como tantos outros reality shows, um programa de televisão de encontros amorosos. A diferença, neste caso, é que os seis concorrentes estão nus e dentro de caixas de vidro opaco colorido.

A pessoa que está lá fora tem de escolher o seu futuro parceiro. Para isso, vai eliminando os candidatos apenas julgando pelo seu corpo — como se fosse uma espécie de Tinder não virtual e sem roupa. À medida que vai tomando decisões, os corpos vão sendo destapados — e o programa não tem problemas em exibir genitais masculinos e femininos. A cara é a última coisa a aparecer e aquilo que cria um maior suspense.

O programa — que é apresentado por Anna Richardson — diz que começa pelo fim dos dates. Ou seja, com as duas pessoas nuas. O concorrente que está de fora vai comentando com a apresentadora se gosta de determinada parte do corpo do candidato, se prefere com ou sem depilação feita, se gosta das tatuagens, se pensa que é demasiado magro ou que tem peso a mais.

Tanto pode ser uma mulher a avaliar e a escolher homens, como o contrário. Também já houve casos de concorrentes bissexuais que podiam escolher entre mulheres e homens. E ainda houve programas só de homens gays e mulheres lésbicas.

Depois desta prova, o candidato finalista tem realmente um encontro no dia seguinte com a pessoa que o escolheu. O objetivo é descobrirem se gostam de falar um com o outro enquanto estão vestidos. 

O casting e os bastidores de “Naked Attraction”

Na primeira semana de janeiro foi lançado um casting em Inglaterra para mais uma temporada do programa. Qualquer pessoa com 18 anos e sem problemas em mostrar o seu corpo na televisão pode inscrever-se online e ficar à espera para saber se será, ou não, chamado para um casting presencial.

Vários ex-concorrentes já falaram das suas experiências no programa. Um deles, Gavin, de 24 anos, explicou à “iNews”, citado pelo jornal “Express”, que ninguém é pago para participar em “Naked Attraction”. Contudo, há uma compensação de cerca de 83€ para os candidatos que vencem o casting mas que nunca chegam a entrar no programa.

“Se estás à espera e não apareces no programa recebes 83€ simplesmente por estares lá. Não és pago se apareces no programa. Eu fui aceite. Penso que será bastante difícil ser rejeitado — a maior parte das pessoas que se candidata é aceite”, disse Gavin.

Gavin e a apresentadora Anna Richardson.