NiTfm live

Televisão

“Better Call Saul”: já estreou a penúltima temporada do spinoff de “Breaking Bad”

Jimmy McGill é cada vez mais Saul Goodman, e no primeiro episódio temos direito a um grande excerto de Gene Takovic.
A quinta temporada tem dez episódios.

Desde que “Better Call Saul” estreou em 2015 que temos acompanhado a transformação de Jimmy McGill em Saul Goodman, o advogado charlatão que se tornou numa das personagens secundárias mais adoradas pelos fãs de “Breaking Bad”.

Só assim, claro, é que foi possível dar a Saul Goodman todo um spinoff, que já vai na quinta temporada. Estreia esta segunda-feira, 24 de fevereiro, e em Portugal está disponível na Netflix. 

O primeiro episódio já está na plataforma de streaming e o segundo chega esta terça-feira, dia 25. A partir daí, chega um por semana — no total são dez capítulos.

Esta é a penúltima temporada de “Better Call Saul”. O canal americano AMC já anunciou que a sexta será a última — as gravações deverão arrancar no final deste ano para que a estreia aconteça em 2021. A sexta temporada terá 13 episódios — o que vai resultar num total de 63 capítulos, mais um do que aqueles a que “Breaking Bad” teve direito.

Nesta temporada, Saul Goodman está em completa fase de implementação, com a criação dos seus anúncios publicitários, e os truques para conseguir representar criminosos e conquistar uma base de clientes pouco fiáveis e honestos.

Ao mesmo tempo, vamos acompanhando a história de Gus Fring, e de como ele se associou a Mike Ehrmantraut, antes dos grandes acontecimentos de “Breaking Bad” em que estiveram envolvidos.

Uma das maiores novidades neste primeiro episódio é a participação de Robert Forster, ator que entrou em apenas um capítulo de “Breaking Bad”, além de “El Camino: Um Filme Breaking Bad”, e que morreu no ano passado, aos 78 anos, com um tumor no cérebro.

Todos os anos, as novas temporadas de “Better Call Saul” começam com um excerto a preto e branco que mostram o futuro da personagem — depois de “Breaking Bad”. Nesta fase da sua vida, Jimmy McGill dá pelo nome de Gene Takovic. E desta vez, na quinta temporada, não é apenas uma pequena cena: são 13 minutos.

Enquanto Gene Takovic, o protagonista da história percebe que também não está seguro, porque há sempre alguém que o reconhece da sua vida passada — que não sabemos há quanto tempo foi — e que pode estar à procura de algum tipo de vingança. Jimmy não consegue escapar totalmente, por muito cuidado que tenha.

Esse alguém vai aparecer nestes 13 minutos e, como sempre, deixar a história completa por terminar mais tarde. Não sabemos ainda o que vai acontecer ao gerente de loja da Cinnabon, em Omaha.

Uma curiosidade sobre a participação de Robert Forster nesta história — como o dono de uma loja de aspiradores que consegue fazer desaparecer pessoas — foi revelada por um dos criadores de “Better Call Saul”, Peter Gould, à revista americana “Entertainment Weekly”.

Gould explicou que a ideia inicial era apenas terem a personagem de Forster numa conversa ao telefone, mas que, por causa de “El Camino: Um Filme Breaking Bad”, tornou-se possível filmar mesmo a cena na loja de aspiradores, que tinha sido reconstruída para a produção cinematográfica. Ou seja, essa pequena cena foi filmada muito tempo antes de todas as outras gravações da quinta temporada de “Better Call Saul”.