NiTfm live

Televisão

“Avenue 5”: já estreou a nova comédia de Hugh Laurie na HBO

É uma produção de ficção científica criada por Armando Iannucci, o responsável por “Veep”.
A primeira temporada tem oito episódios.

Um ano depois do fim de “Veep”, o criador da série, o britânico Armando Iannucci, tem um novo projeto na HBO. Chama-se “Avenue 5” e estreia na plataforma de streaming em Portugal esta segunda-feira, 20 de janeiro.

É uma comédia de ficção científica onde Hugh Laurie, ator de britânico de 60 anos, desempenha o papel principal de Ryan Clark, o comandante da nave especial de luxo que dá o título a esta história. Todas as segundas-feiras vai haver um novo episódio — no total, a primeira temporada tem oito capítulos.

Ryan Clark é uma personagem charmosa e elegante que é admirado pelos seus atos de heroísmo durante um incêndio que aconteceu numa viagem semelhante uns anos antes de esta história começar. Este é um cruzeiro de luxo, para passageiros com dinheiro — a grande diferença para aqueles que acontecem na vida real nas Caraíbas ou no mar Mediterrâneo é que acontece no espaço e o destino é Saturno.

A nave é propriedade de Herman Judd (Josh Gad), um milionário mimado e estúpido com potencial para causar muitos distúrbios durante a viagem. Por isso mesmo, existe a sua assistente Iris (Suzy Nakamura), que tem como missão salvá-lo (e a todas as outras pessoas) das suas ideias terríveis.

As personagens mais secundárias são outros membros da tripulação e alguns dos passageiros. O elenco inclui ainda Zach Woods, Joseph Balderrama, Sacharissa Claxton, Raffaello Degruttola, Theresa Godly, Kelly Coughlin, Rebecca Front ou Ethan Phillips.

Tudo está a correr bem nesta viagem até ao momento em que a nave sofre um problema técnico que causa vários estragos. Rapidamente, as capacidades da tripulação para resolver os problemas são postas em causa. E parece que muitas das piadas nesta comédia terão mesmo a ver com o facto de os membros da tripulação não conseguirem resolver determinados problemas. Isto sem que os passageiros percebam a gravidade da situação.

A nave não consegue regressar à Terra, onde existe uma equipa em pânico a tentar solucionar os problemas — mas não será nada fácil. Aquilo que está realmente a acontecer parece ser a grande revelação do enredo e, também, a parte mais cómica da história.

Entre as várias personagens existe uma grande tensão e muitas trocas de insultos e acusações, o que acaba por ser, supostamente, uma das partes mais engraçadas do projeto. É também uma sátira ao mundo corporativo das grandes empresas, aos CEO sem escrúpulos nem noção da realidade, e às farsas e falcatruas que muitas vezes acontecem no mundo globalizado e capitalista em que vivemos.

O design de produção, responsável pelos cenários da série, tem sido muito elogiado pela crítica (além de alguns efeitos especiais). Contudo, a imprensa especializada tem atribuído classificações medianas a “Avenue 5”, destacando que lhe falta alguma qualidade e brilhantismo na narrativa geral e nos diálogos para ser uma ótima série. 

Ainda assim, no Rotten Tomatoes, site que aglomera as classificações da crítica, a produção da HBO tem 71 por cento de textos favoráveis, o que é um número razoável.