NiTfm live

Teatro e exposições

Gulbenkian vai ter exposição incrível sobre o cérebro humano

Será inaugurada a 16 de março. Vai poder jogar futebol com a mente e ver ou ouvir a sua atividade cerebral.
Os bilhetes custam 5€.

A mente humana é mais complexa do que muitas vezes pensamos e pode ser fascinante analisar a forma como os processos acontecem no interior do nosso cérebro. Uma nova exposição pretende mergulhar-nos a todos nesse mundo labiríntico que é o cérebro.

“Cérebro: Mais Vasto que o Céu” vai ser inaugurada a 16 de março na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Pode visitá-la até 10 de junho. Vai reunir bastante informação sobre como é que a mente funciona e porquê — estabelecendo a comparação com outros animais — e de forma interativa.

Uma das peças principais desta exposição é uma orquestra de cérebros — uma instalação de multimédia em que quatro visitantes podem ver e ouvir, em simultâneo, a sua atividade cerebral. Os sinais são captados por um capacete especial e são projetados numa tela gigante. A tradução desses sinais para sons foi um trabalho do músico Rodrigo Leão.

A mostra está dividida em três núcleos. O primeiro centra-se na origem dos cérebros e na evolução biológica dos vários animais — incluindo os humanos. Vai ter, por exemplo, uma escultura de 12 metros de um neurónio que estará iluminada com LED que simulam disparos neuronais sempre que aparecer uma pessoa.

O segundo, em que está incluída a tal orquestra, vai explicar a forma como o nosso cérebro dá origem aos pensamentos que temos sobre o mundo e acerca de nós próprios. Há ainda uma secção acerca de linguagem e ilusões de ótica.

O terceiro núcleo de “Cérebro: Mais Vasto que o Céu” foca-se na inteligência artificial. Há informação sobre os vários setores da sociedade em que esta tecnologia que replica, de certa forma, o nosso cérebro, está a ser implementada.

Os visitantes da exposição vão poder experimentar Mindball, um jogo de futebol mental em que duas pessoas disputam uma partida e movem a bola em direção à baliza do adversário simplesmente através das suas ondas cerebrais. Estarão por lá ainda vários robôs pintores, do artista Leonel Moura, que irão estar a pintar telas durante os meses em que a mostra estiver patente.

Os bilhetes custam 5€ (só estarão disponíveis online aquando da inauguração) e a exposição poderá ser visitada entre as 10 e as 18 horas na galeria principal da Gulbenkian. O espaço encerra às terças-feiras.