NiTfm live

Teatro e exposições

Nave: o Príncipe Real tem um novo espaço com peças de design e arquitetura

Foi inaugurado no final de maio e recebe ainda exposições de vários tipos de arte.
Há peças de várias décadas.

Da próxima vez que estiver para os lados do Príncipe Real, em Lisboa, não deixe de passar pela Nave. É assim o nome do novo espaço que cruza as áreas de design, arquitetura, artes e iluminação. Foi inaugurado a 30 de maio e ocupa o local de uma antiga gráfica.

A galeria — se é que lhe podemos chamar assim — está dividida em duas partes. Por um lado, há uma ala com peças extraordinárias de design, decoração e arquitetura. É o caso de uns patins de gelo da Adidas de 1970, mas também de um antigo candeeiro de rua da República Checa.

Vai poder encontrar por lá ainda peças de cerâmica da Secla, uma chaleira Rosenthal de 1959, um candeeiro pêndulo que roda 360 graus, telas retroiluminadas, estantes, montras e cortinas originais, entre tantas outras opções de várias décadas do século XX, que são peças únicas de design e que podem decorar a casa de quem assim o quiser.

Variam entre os 200€ e os seis mil euros. E, já agora, não tenha medo: pode sentar-se numa das cadeiras expostas sem problema — ou experimentar outros objetos. O objetivo é promover o design funcional.

O espaço só fecha ao domingo.

A outra parte da Nave está mais focada no trabalho que é feito no dia a dia — ou seja, há peças que são ali trabalhadas, sempre com o objetivo de cruzar diferentes áreas.

O espaço acolhe ainda exposições variadas. A primeira, “Poww! Crash”, que pode visitar até 29 de junho, reúne trabalhos da espanhola Fátima Moreno, mais conhecida como Fatimorri. As suas ilustrações misturam as origens do flamenco com vários elementos do quotidiano moderno.

Segue-se a portuguesa Branca Cuvier, com uma mostra que será inaugurada a 19 de setembro e que inclui uma série de esculturas de parede com uma componente bastante visual e sensorial. Em dezembro, estão em destaque as esculturas de luz do espanhol Arturo Alvarez.

Este projeto é uma iniciativa conjunta da arquiteta Mercedes Cerón e do consultor gráfico Diogo Conceição, fundador da agência de produção AgoraLX e elemento da direção do Clube de Criativos de Portugal.

A Nave está aberta do meio-dia às 19 horas, durante a semana. No sábado, pode visitar o espaço entre as 15 e as 20 horas. A entrada é livre.