NiTfm live

Teatro e exposições

A exposição da National Geographic fica no Porto até julho

“Photo Ark” tem dezenas de fotografias de animais tiradas por Joel Sartore.

Estes pandas queridos estão por lá.

Desde 19 de outubro que há animais à solta na Galeria da Biodiversidade — Centro Ciência Viva, no Porto, que está a acolher a exposição “Photo Ark”, da National Geographic. São fotografias de lagartos, pandas, orangotangos, tartarugas, tigres, lémures, macacos ou rinocerontes tiradas por Joel Sartore.

Por causa do sucesso da exposição — já passaram por lá cerca de 50 mil pessoas —, a “Photo Ark” foi prolongada até 29 de julho. A ideia inicial seria encerrar a 29 de abril.

Este é um projeto que pretende fotografar todas as espécies que existem em cativeiro, para criar um arquivo enorme, capaz de sensibilizar o público para a conservação dos animais: uma espécie de Arca de Noé fotográfica.

Nos últimos dez anos, o fotógrafo americano Joel Sartore captou sete mil espécies — o objetivo é chegar às 12 mil dentro de 15 anos. 45 das fotografias que pertencem a este projeto podem ser vistas no Porto. O espaço de 250 metros quadrados está inserido na Casa Andresen, no jardim botânico da cidade.

Os bilhetes custam 5€ e estão à venda na Bilheteira Online. A entrada é grátis nas manhãs do segundo domingo de cada mês.