NiTfm live

Teatro e exposições

Atmosphere: há uma exposição relâmpago com obras de Banksy e Bordalo II em Lisboa

O evento acontece até 24 de março, domingo, no Suspenso Concept Venue — o novo espaço multifuncional da cidade.
Bordalo II e outros ícones da street art.

Atmosphere é o nome da exposição que marca a inauguração do novo espaço multifuncional de Lisboa: o Suspenso Concept Venue. Com curadoria do galerista parisiense Georges Zorgbibe, a maioria das obras de arte foram produzidas por ícones de street art e do graffiti. Entre as peças estão trabalhos de Banksy, Bordalo II e Kool Koor.

A direção artística da mostra foi criada com a pretensão de provar que não há fronteiras entre a arte contemporânea, o graffiti e a arte conceptual. Aqui, a rua também é considerada uma escola. Durante o fim de semana, haverá performances para o público entrar em contacto com a arte viva.

A exposição de arte contemporânea está espalhada por todo o Suspenso para que o público perceba o potencial da galeria. Foi dividida em quatro partes. Na primeira, há uma variedade de gravuras em edição limitada, que estão à venda a partir de 300€.

Entre elas, destacam-se as obras dos norte-americanos Retna, conhecido pela tipografia única e por explorar diferentes meios como o graffiti, a fotografia e a pintura; Kenny Scharf, famoso pelas obras otimistas e cheias de alegria com criaturas antropomórficas em grande escala; e do britânico Banksy, com a sua arte de rua satírica e subversiva.

“Numa sala que contém um tecido muito antigo, decidimos mostrar a arte de Rammellzee (artista norte-americano que morreu em 2010 e que descrevia o seu estilo como futurismo gótico). Além disso, tivemos a oportunidade de reunir alguns dos seus trabalhos originais de diferentes períodos. É um espaço cercado pela cenografia e música do artista”, conta o curador Georges Zorgbibe à NiT.

Na sala principal, uma escultura do artista plástico português Bordalo II — um peixe colorido feito com diversos materiais — divide as paredes com o graffiti do brasileiro Nunca e as obras de arte em preto e branco do francês Mehdi Cibille. É 

Um equilibrista suspenso a atravessar a mezzanine de olhos vendados atrai todas as atenções. É a escultura do artista norte-americano Mark Jenkins. 

Para finalizar, o jardim do Suspenso foi transformado numa galeria ao ar livre com a instalação do francês Philippe Perrin. 

A distribuição das peças pelo espaço foi pensada para apresentar o Suspenso como o novo espaço multifuncional de Lisboa. Com vista privilegiada para o Tejo e 900 metros quadrados, o local dispõe de três salas com características muito diferentes e que podem ser utilizadas para realização de festas, eventos corporativos e culturais ou galeria de arte.

A exposição Atmosphere está aberta ao público desde sexta-feira, 22 de março, e até domingo, 24, das 13 às 20 horas. O Suspenso Concept Venue fica na Rua Santiago, número 19, em Lisboa. A entrada é livre.