Teatro e Exposições

A crise financeira de 2008 está em vídeo no MAAT

São perspetivas de 22 artistas, uns portugueses e outros estrangeiros. A nova exposição é para ver a partir desta quarta-feira, 13 de setembro. 

Tem seis meses para ver a exposição.

“Tensão e Conflito — Arte em Vídeo após 2008” é o novo projeto para ver no MAAT, em Lisboa. Nele estão reunidas obras de 22 artistas de vários países, que filmaram as respetivas visões sobre a agitação política e os as mudanças sociais relacionadas com a crise financeira dessa época. 

A curadoria é de Pedro Gadanho e Luísa Santos. A exposição inclui trabalhos de Patrícia Almeida, Paulo Mendes, Francisco Queirós e Maria Trabulo.

De fora de Portugal vêm Marilá Dardot (Brasil), Marc Larré (Espanha), Mario Pfeifer (Alemanha) e Hiwa K (Curdistão), entre outros. 

Tudo para ver na Galeria Principal e na Vídeo Room a partir desta quarta-feira, 13 de setembro, e até 19 de março de 2018.

O MAAT está aberto entre o meio dia e as 20 horas — fecha às terças-feiras e nos dias 25 de dezembro, 1 de janeiro e 1 de maio. A entrada para os adultos custa 5€ (9€ caso também queira visitar a Central) e é gratuita para miúdos até aos 18 anos.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo