NiTfm live

Teatro e exposições

As melhores peças da exposição sobre Banksy em Lisboa — que já pode visitar

Foi inaugurada a 14 de junho e reúne 70 obras do famoso artista britânico.
A mostra não foi autorizada pelo artista.

Depois de dois meses de espera — desde que foi anunciada —, já pode visitar aquela que promete ser a maior exposição de sempre sobre Banksy em Portugal. Chama-se “Banksy: Genius or Vandal?” e foi inaugurada a 14 de junho, na Cordoaria Nacional, em Belém, Lisboa.

A mostra inclui mais de 70 obras originais cedidas por vários colecionadores privados que ao longo dos anos foram adquirindo os trabalhos do famoso artista urbano britânico cuja identidade se desconhece e permanece um mistério.

Há esculturas, instalações, vídeos e fotografias. Nada disto é autorizado por Banksy, claro, que no seu site oficial já se queixou das exposições feitas por outros com o seu trabalho que têm como objetivo fazer dinheiro com a sua obra.

Banksy tem mesmo uma lista das cidades que vão acolher mostras não autorizadas por si — até porque o artista diz que nunca cobraria dinheiro para alguém ver um trabalho seu — e Lisboa, claro, está incluída.

“O público devia saber que tem havido uma vaga recente de exposições de Banksy que não são consensuais. Foram organizadas sem qualquer conhecimento nem envolvimento por parte do artista. Por favor tratem-nas de acordo com isso”, pode ler-se no site.

A exposição vai estar em Lisboa até 27 de outubro. Pode comprar os bilhetes online, que variam entre os 10,60€ e os 13,78€. Os miúdos dos seis aos 17 anos pagam 6,36€ e também estão disponíveis packs familiares. Quando compra uma entrada, tem de selecionar o horário em que vai à mostra — entre o meio-dia e as 18 horas, durante a semana, sendo que aos sábados a última entrada é às 19 horas.

“Banksy: Genius or Vandal?” já esteve em Moscovo e São Petersburgo, na Rússia, e em Madrid, a capital espanhola. Foi visitada por mais de 600 mil pessoas.

Esta não é a mesma mostra que esteve no Porto no início do ano, na Alfândega do Porto. Na altura foi anunciado que essa exposição iria passar pela capital portuguesa — mas ainda não houve novidades.

“Banksy’s, Dismaland and Others” tinha várias imagens captadas pelo fotógrafo Barry Cawston a retratar as obras do artista, sobretudo do parque temático satírico Dismaland. Um repórter da NiT passou por lá — mas ficou desiludido.

Na Cordoaria Nacional, além das obras do britânico, pode ver a exposição “Arte para Respirar”, com trabalhos das artistas plásticas portuguesas Inês Gato e Maria José Cabral. É uma programação paralela nacional para complementar a iniciativa.

A NiT também já foi visitar a mostra em Lisboa e mostra algumas das melhores peças que encontrámos por lá. Carregue na galeria para as conhecer.