NiTfm live

Música

Tudo o que precisa de saber sobre o festival Enchufada na Zona

A NiT criou um roteiro para o evento que acontece esta sexta-feira e sábado, 4 e 5 de outubro.
Falámos com Branko.

É já esta sexta-feira e sábado, 4 e 5 de outubro, que acontece o mini festival Enchufada na Zona. Durante os dois dias, o Capitólio, em Lisboa, vai ser o epicentro da música eletrónica, não só portuguesa, como global.

Os bilhetes já estão esgotados mas, para quem conseguiu entrada, a NiT criou um guia do festival, com a ajuda de Branko, produtor e DJ que fez parte dos Buraka Som Sistema, e fundador do projeto.

Projeto este que começou em 2017, em formato festa e teve lotação esgotada no Estúdio Time Out, em Lisboa. Em 2018 invadiu o Hard Rock Club e Maus Hábitos, no Porto. E agora regressa a Lisboa em formato festival.

“São duas noites de concertos e de DJ sets, onde vai ser possível absorver muita cultura, ideias diferentes e de alguma forma o futuro da música dos próximos anos”, refere Branko à NiT.

“Estamos com dois discos que eu acho que arrancaram bastantes reações das pessoas, que é o ‘Mundu Nôbu’ do Dino D’Santiago, que vai fazer um ano de existência [19 de outubro] — vamos cantar os parabéns a um dos discos mais importantes desta última década —, e eu também com o ‘Nosso’ que saiu em março e eu ainda não tinha apresentado em Lisboa num espetáculo completo”.

O que pode ver

Além de Branko e de Dino D’Santiago, poderá assistir às atuações da dupla peruana Dengue Dengue Dengue e do DJ Lag, um dos novos fenómenos da eletrónica da África do Sul. Poderá ouvir ainda PEDRO, Tash LC, Dotorado Pro, Sansai, Rastronaut e Progressivu.

Chegar a este alinhamento foi, para Branko, um “exercício relativamente simples”. “A ideia com o Enchufada na Zona é mesmo a de celebrar, e de um dia por ano, agarrarmos naquilo que é a Enchufada em termos de editora e em termos de relações que tem de produção e de edição e de todos os artistas que estão nessa família mais próxima e mais alargada e colocar esses artistas todos a tocar”, explica o produtor à NiT.

“É quase como uma espécie de apresentação do catálogo do último ano e do próximo ano. Portanto, é um bocadinho o que foi e o que vem aí. Tudo isto são artistas que estão ou já estiveram de alguma forma relacionados com o percurso da editora ou simplesmente são artistas que têm a mesma visão e a mesma direção que a editora”.

A atuação de Branko vai contar com convidados. No entanto, o produtor prefere manter essa informação em segredo: “Prefiro que seja surpresa, mas obviamente que como para mim é um concerto onde o principal assunto será o ‘Nosso’, os convidados serão pessoas do ‘Nosso’”.

Horários

Dia 4

20h00 – Abertura de portas

20h45 – Rastronaut

21h45 – Dengue Dengue Dengue

22h45 – Tash LC

23h45 – Dino d’Santiago

00h45 – PEDRO

Dia 5

20h00 – Abertura de portas

21h00 – Progressivu

22h00 – Dj Lag

23h00 – Sansai

23h45 – Branko

00h45 – Dotorado Pro

Como chegar

Se for de metro deverá sair na estação Avenida, na Avenida da Liberdade. De autocarro, poderá apanhar uma das seguintes carreiras com paragens perto do Cine Teatro Capitólio: 732, 736 e 758.

O espaço tem estacionamento pago.