Música

Tony Carreira:”A acusação parte de uma queixa oportunista”

O cantor romântico, acusado pelo Ministério Público de plagiar 11 canções, reagiu em comunicado.

Tony Carreira está acusado de 11 crimes de usurpação.

O Tony Carreira foi informado da acusação contra si deduzida. Ela parte de uma queixa oportunista e injustificada da Companhia Nacional de Música, a qual não representa qualquer autor ou artista envolvido nas obras em causa. Nenhum autor ou artista apresentou queixa.”

É assim que começa o comunicado divulgado pela produtora Regi-Concerto em resposta à acusação de plágio pela parte do Ministério Público em relação a Tony Carreira e Ricardo Landum, também compositor da maioria das canções de Carreira. O MP considera que os agora arguidos se “arrogaram autores de obras alheias”.

Segundo a Agência Lusa, nas 11 canções estão incluídos os sucessos”Sonhos de menino”, “Depois de ti mais nada” ou “Por ti”. O MP refere que “as obras foram analisadas através de perícia musical” e que concluíram que “são exemplos da atividade ilícita do arguido Tony Carreira”.

A produtora garante que esse assunto será resolvido: “Questões passadas de direitos autorais foram resolvidas em devido tempo com quem de direito. O Tony Carreira considera a queixa sem fundamento e insusceptível de perturbar o seu trabalho em prol de um público que o segue há 30 anos. Inicia-se agora a fase do processo em que o Tony Carreira terá oportunidade de se defender, o que fará serenamente, certo da razão que lhe assiste.”

A verdade é que, segundo a Lusa, em 2013 Tony Carreira alterou a sua qualidade na Sociedade Portuguesa de Autores, de autor para adaptador, mas apenas para três canções. 

Sabe-se que Tony Carreira está acusado de 11 crimes de usurpação e 11 de contrafação, e Ricardo Landum por nove crimes de usurpação e nove de contrafação.

Em entrevista à SIC o cantor referiu que “esta é uma questão com 10 anos” e que já tinha falado com o autor Rudy Perez, autor de “Después de ti, qué” de quem, garante Carreira “é muito amigo”. Referiu ainda que esta acusação é uma “tentativa de manchar o nome e a imagem” do cantor.

Ouça a canção “Depois de ti mais nada” e a que, alegadamente, o artista terá plagiado “Después de ti, qué?” de Rudy Perez.

Quero sugerir uma alteração ao texto ou enviar uma mensagem ao autor deste artigo